Enfim, a homologação do resultado! Desde 2005, o sistema de água foi municipalizado e, em 2008, começou o processo de licitação, interrompido várias vezes pelo Tribunal de Contas do Estado
Enfim, a homologação do resultado! Desde 2005, o sistema de água foi municipalizado e, em 2008, começou o processo de licitação, interrompido várias vezes pelo Tribunal de Contas do Estado

Tubarão

 

Depois de pelo menos três anos, foi encerrada a licitação da concessão dos serviços municipais de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Tubarão. A meta é que, a partir de 1º de janeiro do próximo ano, o consórcio Tubarão Saneamento esteja à frente da operação do sistema. 
 
A homologação ocorreu nesta sexta-feira, com a assinatura do termo pelo prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) e o vice-prefeito, Pepê Collaço (PSD). O consórcio é composto pelas empresas Companhia de Águas do Brasil (SP), Enops Engenharia S.A (SP), Duane do Brasil (RJ) e a Saneter Construções, de Balneário Camboriú. Ele foi o único a participar da concorrência, apesar de que 22 empresas retiraram o edital. 
 
“A população de Tubarão só entenderá a importância deste projeto dentro de dez ou 15 anos. Como prefeito e, acima de tudo, como médico, sei o quanto os investimentos nestas áreas refletem na saúde da população”, pondera Manoel. 
O diretor da Enops, Carlos Berenhauser, explica que nos próximos meses o consórcio executará a parte burocrática do processo e criará a infraestrutura necessária para o início dos trabalhos.
Pelos próximos 30 anos, o consórcio terá que investir até R$ 240 milhões para que 100% da população urbana seja atendida com água e 95% com serviço de esgoto.
 
Água mais barata  
A tarifa da água pesará menos no bolso do consumidor em Tubarão. O Consórcio Tubarão Saneamento cobrará pelo metro cúbico residencial, a partir do próximo ano, R$ 0,10 a menos que o preço que seria cobrado pela Águas de Tubarão em 2012, com os reajustes pelo IPCA dos últimos 12 meses. O preço é R$ 0,37 menor que o da Casan. A proposta é R$ 2,22 o metro cúbico.
 
Investimento
 No contrato firmado entre a prefeitura de Tubarão e o Consórcio Tubarão Saneamento, é previsto que nos cinco primeiros anos sejam investidos R$ 120 milhões. Com este valor, 99% da população urbana será atendida com água tratada e 30% com coleta e tratamento de esgoto. Em dez anos, a quantia investida deve chegar a R$ 180 milhões, e a abrangência deve aumentar para 99,2% com água e 72% com esgoto.