Laguna

A Capitania dos Portos em Laguna, acompanhada das demais unidades vinculadas à Marinha do Brasil, inicia nesta semana os trabalhos da Operação Verão 2019/2020 – Mares Seguros e Limpos”. A ação se trata de uma campanha de conscientização e fiscalização do tráfego aquaviário nas áreas de maior concentração de embarcações, visando fortalecer a preservação de nossos mares, rios e lagos, e a segurança da navegação.

“A Marinha vai estar atuando de forma presente com intuito de coibir irregularidades. Nosso dever é orientar e fiscalizar, visando proteger os cidadãos. Nossa prioridade é a segurança tráfego aquaviário e vamos atuar veemente para concluir nosso objetivo”, comenta o delegado dos Portos em Laguna, capitão de corveta Aldo Carvalho da Rocha.

Neste ano, em decorrência do recente episódio das manchas de óleo no litoral brasileiro, a Operação Verão terá como foco o combate à poluição que tem atingido o mar, considerado pela organização militar como a ‘Amazônia Azul’.

A armada também vai intensificar o trabalho, não somente nas ações de prevenção da poluição hídrica, mas também nas atividades relacionadas à proteção da vida humana no mar e na segurança da navegação, visando o reforço da prevenção e diminuição dos riscos de acidentes com embarcações durante o verão.

A meta da Marinha é garantir a integridade física de tripulantes, passageiros e banhistas. Neste período, os militares dos Distritos Navais, Capitanias dos Portos, delegacias e agências promovem a divulgação das principais regras de navegação e a importância do seu cumprimento para quem deseja aproveitar a época mais quente do ano com segurança. A operação vai contar com mais de cinco mil militares e servidores civis que atuam nas unidades da Marinha do Brasil.

Fiscalização

As ações envolvem a fiscalização de habilitação dos condutores, documentação da embarcação, material de salvatagem (coletes e boias), extintores de incêndio, luzes de navegação, a lotação e o estado da embarcação.

Nos trabalhos, os marinheiros vão utilizar etilômetros (bafômetro), uma vez que que é proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores. Ações de monitoramento e controle de poluição hídrica nas áreas e nas embarcações fiscalizadas, e de conscientização serão realizadas em entidades náuticas, clubes, marinas e colônias de pescadores, com palestras educativas e dicas sobre as principais normas de segurança da navegação e
preservação ambiental.

Travessia segura

Outra ação que acontece em conjunto com a Operação Verão 2019/2020 – Mares Seguros e Limpos será a ‘Travessia segura’, no mês de janeiro, em todo o país, voltada a embarcações de transporte de passageiros e de turismo náutico, que têm seu fluxo intensificado durante o período de férias nas regiões litorâneas e nos balneários.

Orientações

A Marinha do Brasil listou orientações para os navegadores:

Estar atento e vigilante durante a navegação.
Navegar a mais de 200 metros de distância da praia, com respeito aos banhistas.
Tenha em mãos a sua habilitação e os documentos obrigatórios.
Confira tudo antes de sair e passe o dia tranquilo.
Conduzir a embarcação com velocidade segura, o que possibilita a realização de manobras em caso de situação imprevista, evitando acidentes.
Fazer manutenção preventiva na sua embarcação.
Não consumir bebidas alcoólicas quando for conduzir a embarcação.
Conheça bem todos os lugares por onde a embarcação irá navegar.
Confira a previsão do tempo antes de sair e fique atento às possíveis mudanças.
Previna incêndios em sua embarcação. Pequenas medidas, como verificar o quadro elétrico e a validade dos extintores de incêndio evitam grandes tragédias.
Respeite o limite de pessoas a bordo e garanta a estabilidade da embarcação. A maioria dos acidentes com vítimas fatais são causados por esse descuido.
Informe seu plano de navegação e a lista das pessoas a bordo ao seu iate clube. Leve sempre um equipamento de comunicação.
Calcule o consumo de combustível para ir e voltar. Faça o cálculo em três partes: um terço para ir, outro para voltar e um de reserva.
Quando ancorado, não acione motores ou movimente a embarcação se tiver alguém por perto na água.

Canal para denúncia

A Marinha orienta que, se avistada uma mancha de óleo, seja informada às autoridades competentes por meio do telefone 185 e nunca seja manipulado algum resíduo sem o devido Equipamento de Proteção Individual (EPI) e sem a supervisão ou orientação de algum dos órgãos técnicos envolvidos.

Ao observar alguma situação que represente risco para a segurança da navegação, para a salvaguarda da vida humana no mar ou para a prevenção da poluição hídrica, procure a Capitania dos Portos, Delegacia ou Agência mais próxima de sua região por meio dos sites
www.marinha.mil.br ou www.marinha.mil.br/dpc.