#Pracegover Foto: na imagem há um prédio, três carros, árvores e uma rua calçada
#Pracegover Foto: na imagem há um prédio, três carros, árvores e uma rua calçada

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu na Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo, nesta segunda-feira (23), mandado de busca e apreensão na secretaria da presidência. Os profissionais ficaram por cerca de 30 minutos no local. Alguns servidores deverão prestar depoimento.

Conforme a assessoria jurídica da presidência, os agentes apresentaram o documento que autorizava os trabalhos na Casa Legislativa. A procura pelos papéis no local ocorreu normalmente. No município desde segunda-feira, há informações que vereadores foram presos, porém essas notícias são falsas.

Esta não é a primeira vez que a Casa Legislativa da cidade termelétrica é alvo de investigação. Em dezembro de 2016, foi deflagrada a Operação Casa da Mãe Joana.

A denúncia para a ação do Gaeco ocorreu por meio do Ministério Público de Capivari de Baixo (MP/CB). Ela é recente e chegou ao conhecimento do MP do município por causa de um munícipe.

Na terça-feira, o Notisul buscou contato com o Ministério Público da cidade termelétrica. Sobre o questionamento, o MP pontuou que a questão formulada envolve procedimento sigiloso, razão pela qual o Ministério Público não pode manifestar-se a respeito.