Ônibus da empresa TCL passou no exato momento em que o asfalto cedeu. O veículo ficou preso no buraco e precisou ser guinchado. O problema já foi resolvido  - Fotos: Luis Rafael Romañuk Gómez/ Foto Barne/Notisul
Ônibus da empresa TCL passou no exato momento em que o asfalto cedeu. O veículo ficou preso no buraco e precisou ser guinchado. O problema já foi resolvido - Fotos: Luis Rafael Romañuk Gómez/ Foto Barne/Notisul

 

Zahyra Mattar
Braço do Norte
 
Um incidente inusitado pegou de surpresa o motorista e os passageiros de um circular da empresa TCL. O ônibus passava pela rua Teodoro Bernardo Schclickmann (primeira sinaleira), na esquina com a Jorge Lacerda, no centro de Braço do Norte, quando o asfalto cedeu e o veículo ficou preso, literalmente.
 
O buraco, pequeno em diâmetro, mas grande em profundidade, surgiu de uma hora para outra, por causa do rompimento da rede de abastecimento de água da Casan, que corta toda a extensão da rua.
 
Há cerca de três dias, confirma o chefe da agência da estatal na cidade, Giovani Pickler, os técnicos perceberam que o abastecimento na região  estava com pouco pressão.
 
Uma varredura na rede começou a ser feita, mas o vazamento não foi localizado. “A água não escorria pelo asfalto, pois há um bueiro muito próximo. Ocorreu uma erosão natural neste caso, e o asfalto cedeu”, detalha Giovani.
 
O vazamento foi causado porque, quando a rede foi assentada, em vez de ser feita a base com areia, foram utilizadas pedras. Com o peso dos veículos, não poderia ter ocorrido outra coisa. Por sorte, o problema foi pequeno e não acarretou em danos físicos ou materiais.
 
A Casan foi acionada por populares e rapidamente solucionou o problema. O veículo foi removido, o vazamento estancado e o buraco tampado. Nos próximos dias, o pavimento será recuperado.
 
Algumas casas próximas tiveram problema com o abastecimento, já que o serviço, neste caso, exige o desligamento da rede no ponto. “Tudo foi normalizado, tanto o abastecimento de água quanto a liberação da rua, até as 14h30min”, destaca Giovani.