Imagem: Reprodução

O mal que assola as pessoas que se consideram do bem é o mesmo mal que assola as outras também. Então, onde está o “Mal”? Onde ele se esconde, que não dentro, da mentalidade dos que pensam que tem o direito de negar o direito de outrem?

Tirando os que executam maldade por puro prazer, há uma parcela muito grande de gente que ainda vale a pena. E é para esses que temos que começar a erigir a nova cultura.

No céu, Vênus chega a Capricórnio, trazendo uma lição de educação e bons modos para todos, que com toda certeza, iremos precisar. O Sol finaliza seu trajeto por Escorpião, mas aumenta a pressão do que ainda temos de descartar em nossas vidas, como forma de cura e resgate de nós mesmos. O despertar para um novo tempo e de novas verdades, começa a partir de agora, devendo estar em seu apogeu em 2022.

O Eclipse que ocorre em 19 de novembro estará desenhando o nosso primeiro semestre de 2022, que forma como primeiro aspecto a conjunção com os nódulos lunares no eixo Touro/Escorpião.

A recuperação dos sentidos após um forte golpe. A dualidade da vítima e de seu abusador. O extremismo ao qual as coisas estão sendo submetidas e a superação que teremos que alcançar sobre esse tremendo desafio. Esse eclipse sinaliza o início do segundo estágio de transformação iniciada em 2020.

De um lado, uma maior responsabilidade com a sobrevivência, tanto minha, quanto de todo um planeta, do outro, o amadurecimento do nódulo em Escorpião, ensinando o desprendimento de um modo de vida supérfluo e sem propósito em comum.

Há uma série de aspectos astrológicos indicando um momento de crise de identidade provocada pela crise das autoridades, que afinal, são apenas homens. Isso predispõe a uma crise psicológica forte.

De toda forma, neste primeiro semestre poderemos nos surpreender com questões envolvendo líderes religiosos em escândalos ou problemas com a justiça. O questionamento sobre a validade das práticas e a incineração da maioria delas. A queda das tábuas e dos tabus, podendo significar o esvaziamento de templos e seitas.

O radicalismo religioso também pode eclodir nessa configuração, mas o desespero e o ressentimento inócuos não mudarão em nada a gravidade da situação. A quadratura entre Marte e Saturno poderá resultar numa modificação na relação com as forças militares e paramilitares, que podem ir desde a insubordinação até a alteração nas relações de patentes, funções e serviços.

A menos de 50 dias de terminar o ano e ainda estamos aqui, praticamente onde começamos parecendo que quase nada se aprendeu. A realidade está nos exigindo uma valorização contínua das coisas, uma nova apreciação do que significa estar vivo.

Contudo andamos em outra direção, oposta do que seria realmente viver. Vida e dignidade são, ou deveriam ser, valores absolutos e inegociáveis em uma sociedade que pretende se considerar evoluída.

O desafio que nos traz esse eclipse é o de alcançar alguma solidez e representatividade para nós mesmos e para o mundo, sem mais exclusão.

Que comece o futuro então!

 

Luiz Henrique Astrólogo
(48) 99623-6232 (Whats) Presencial/Online
Tarô; Astrologia; Constelação Arquetípica;
Numerologia; @boaastrologia