Wagner da Silva
Braço do Norte

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Braço do Norte (CDL) distribuirá aos associados questionários para avaliar as ações junto ao comércio e as necessidades. Segundo o novo presidente da entidade, o empresário Gemerson Della Giustina, o objetivo é colher o maior número de informações para definir o cronograma de atividades do ano.

Entre as ações, estão o início das obras da sede própria e cursos de capacitação, como de crédito e cobrança e desenvolvimento pessoal. Os cursos devem ser ministrados em fevereiro. Quanto à sede própria, parte do valor para a construção está disponível e a outra será adquirida através de captação. A construção deve iniciar após a liberação de documentos.

Uma das expectativas é a construção do auditório para 150 pessoas, que poderá ser usado pelos sócios para palestras, cursos e reuniões. O novo presidente espera fechar parcerias com entidades, como a Acivale, para ações conjuntas. “As parcerias são importantes para ajudar o desenvolvimento do município e da região”, destaca.

Outro ponto levantado por Gemerson é quanto aos investimentos da Federação das CDLs no estado com foco na inadimplência, que cai a cada ano. “Vivemos tempos difíceis. Com a queda nas exportações, diminuiu a renda per capta dos trabalhadores. Mas o Vale amadureceu, vendeu com mais segurança. Sentimos que os habitantes e o comércio estão preocupados em manter o crédito”, enfatiza.

Segundo ele, a adequação das empresas à nova realidade dá maior esperança. “Este ano, acredito que o cenário mude. Há preocupação, mas sentimos algumas mudanças positivas e temos que lutar para que investimentos sejam feitos na região, quem sabe direcionados ao turismo, foco de investimento nos últimos tempos, ou na instalação de novas empresas. Isso pode ajudar a mudar esta fase negativa”, diz.

Contudo, os comerciantes devem ficar atentos. “Investimentos no SPC são feitos, mas o lojista deve se precaver na venda. Consultar documentos e endereço das pessoas no pagamento em cheque é importante para evitar a queda no desempenho do comércio ou perdas de venda”, complementa.