#Pracegover foto: na imagem há um céu escuro, casas, prédios e árvores
#Pracegover foto: na imagem há um céu escuro, casas, prédios e árvores

A ocorrência de tempestades de areia no Brasil é um fenômeno relativamente comum durante o final do período de estiagem em áreas rurais, depende da condição do solo seco e exposto em campo aberto. Porém, em regiões urbanizadas do país o fenômeno é bem menos frequente. Isso tem gerado preocupações para a população e ambientalistas.

Considerando um cenário futuro com maiores períodos de seca e uma maior frequência de tempestades severas, é provável que a ocorrência de tempestades de areia no país se torne cada vez mais comum. Neste ano, já foram registrados cinco grandes eventos de tempestades de areias em cidades de diversos Estados.

Desde meados do mês passado, as tempestades de areia tem se tornado frequente, principalmente no interior de São Paulo, Minas Gerais e na região do Centro-Oeste. Os dois últimos eventos ocorreram nesta quinta-feira (14) e sexta-feira (15).

Municípios do interior de São Paulo voltaram a registrar tempestades de poeira na quinta-feira (14). O fenômeno foi registrado por moradores da região de Ribeirão Preto, Brodowski, Colômbia, Barretos, Batatais, São Joaquim da Barra, Pitangueiras, Pirassununga, Presidente Prudente, Sertãozinho, Serrana e Jardinópolis.

Em Presidente Prudente (SP), uma rajada de vento vinda da região sudoeste formou uma imensa nuvem de poeira na manhã desta quinta-feira. A mudança no tempo ocorreu pouco depois das 6h, antes, o céu estava limpo.

Nesta sexta-feira, uma tempestade de poeira (também conhecida como (habub) invadiu o município de Primavera do Leste (MT) que fica a 239 km de Cuiabá (MT). O fenômeno escureceu o céu e só foi dissipado após uma forte chuva que atingiu a cidade logo em seguida, de forma semelhante ao que ocorreu em 12 municípios do interior de São Paulo.

Segundo os moradores da cidade, a tempestade de poeira começou a se formar por volta das 14h desta quinta e durou cerca de 30 minutos. Apesar de assustar os moradores, segundo a prefeitura de Primavera do Leste, o fenômeno não causou transtornos à população e nenhuma ocorrência foi registrada devido a ele.

Em Dourados (MS), um temporal deixou diversos estragos na tarde desta sexta-feira. A chuva, acompanhada de ventos de até 45 quilômetros por hora, chegou minutos depois de uma tempestade de poeira encobrir a cidade.

De acordo com o prefeito de Dourados (MS), ocorreu muita chuva, muito vento, relatos de queda de muitas árvores, teto de empresas foram destruídos e equipamentos públicos foram danificados.

A expectativa para as próximas semanas é de que o período chuvoso no centro-sul do Brasil se estabeleça cada vez mais a medida que passamos pela primavera e chegamos ao verão. Com o solo úmido, é esperado que as tempestades de areia deixem de ocorrer pelo menos até o próximo período de secas.

Entre em nosso grupo do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Tempo e clima Brasil