Wagner da Silva
Braço do Norte

Depois de Capivari de Baixo ser atingido pelas chuvas este mês, agora a ‘bola da vez’ foi Braço do Norte. O prefeito interino Ronaldo Fornazza (DEM) decretou ontem à tarde estado de emergência. Duas casas foram atingidas por desmoronamentos de terra no bairro São Matheus.

Há alguns dias, uma moradora da localidade havia procurado a Defesa Civil para avaliar a residência, que, após as chuvas recentes, estava em situação de risco. Ontem, com as fortes chuvas, duas outras casas foram completamente destruídas.
Valdecir Costa Alexandre, 27 anos, morava com a esposa e o filho em uma das casas. Eles estavam no trabalho quando um irmão falou sobre o incidente.

“Ele estava em uma residência próxima e viu o momento que a terra começou a descer. Correu até o local e ligou para saber se estávamos bem. Graças a Deus, não tinha ninguém na casa”, agradece.
Os vizinhos de Valdecir arriscaram a vida, em meio à chuva e ao perigo de novos desmoronamentos, para retirar os objetos do casal, inclusive uma moto, que ficou soterrada.

Desabrigados
Em outras áreas da cidade, as chuvas causaram alagamentos em casas e empresas, principalmente nos bairros que margeiam o córrego Santa Augusta, onde o problema é ainda maior.
Em alguns locais, a água chegou a um metro e meio. Fornazza visitou todos os bairros para verificar a situação real. “Está bem problemático, ainda mais que o tempo não dará trégua”, lamenta o prefeito.

Fornazza determinou que os moradores em áreas de risco fossem transferidos para casas de parentes ou para o centro comunitário do bairro São Basílio. “Pedimos para os moradores cujas casas estão em situação de risco que procurem um abrigo, seja em parentes, amigos ou a prefeitura, onde receberão os cuidados necessários”, orienta.
A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiro interditaram a área no bairro São Matheus para avaliar os riscos. Até o fechamento desta página, por volta de 20h35min, não se sabia o número de desabrigados.