Tubarão/Cocal do Sul

Um notícia falsa assustou os moradores da região nesta sexta-feira (21). Circularam boatos que a pequena Lívia Locks, que segue em tratamento contra a atrofia muscular espinhal (AME) tipo 2, havia falecido.

O boato surgiu por conta de uma coincidência. Uma menina chamada Lívia, faleceu nesta sexta-feira, no Hospital Nossa Senhora da Conceição. 

Lívia Martinhago Pandini  de 5 anos, faleceu vítima de um tumor cerebral. Mas não sem lutar. Guerreira, a menina de Cocal do Sul enfrentou a doença por 1 ano, 2 meses e 6 dias, mas não resistiu. 

“Nossa guerreira lutou com todas as suas forças. Mesmo muitas vezes não compreendemos os planos de Deus, precisamos aceitá-lo. Lívia nos mostrou o verdadeiro amor. Uma criança cheia de graça que trouxe muita luz pra nossa vida. Embora a dor da perda seja infinita, Deus nos concedeu o privilégio de ter a Lívia em nosso meio por cinco anos e ela nos ensinou muito em tão pouco tempo. 

Agradecemos imensamente a todas as orações, mensagem de carinho e todo apoio que sempre tivemos de todos. Nossa princesa agora será uma estrelinha. Perdemos uma luta, mas não a guerra. Continuamos lutando com cada família que enfrenta diariamente essa doença.

A saudade física é inevitável, mas também fica a certeza que nossa guerreira cumpriu seu papel com louvor”, postaram os familiares através de uma página no Facebook dedicada à menina.

Lívia foi sepultada na manhã deste sábado (22), em Cocal do Sul