O prefeito de Braço do Norte, Roberto Kuerten Marcelino, se manifestou hoje em suas redes sociais sobre o atual quadro mundial por causa do coronavírus e o que a administração municipal tem feito para combater a epidemia. “Estamos vivendo um momento de muitas incertezas, dúvidas, preocupação, o qual jamais imaginávamos que iriamos passar. Desde o início de tudo isso, nossa cidade vive uma nova realidade, difícil de ser administrada”.

O prefeito destaca que após o pronunciamento ontem (24) do Presidente da República, Jair Bolsonaro, e do decreto estadual, se sentiu na obrigação de se pronunciar perante a população.

“Estamos diante de uma situação muito grave no mundo, são 420 mil casos comprovados deste vírus. Já temos mais de 19 mil mortes no mundo, 46 no Brasil. Em SC, em Braço do Norte, infelizmente, nesse momento, temos um gráfico muito mais do que preocupante”. Segundo Beto, desde o último dia 15, quando ocorreu o primeiro caso do vírus na cidade, sua equipe foi imediatamente convocada para dar uma resposta rápida no combate ao coronavírus.

“Sobre o pronunciamento de Bolsonaro ontem não concordei, não seguiremos nessa linha que trata essa situação somente como uma gripe. Na minha concepção Bolsonaro vem fazendo um trabalho responsável, o primeiro ano de gestão é muito difícil, e ele pode ter tentado tranquilizar a população, mas a Organização Mundial da Saúde tem suas recomendações e continuaremos seguindo essas ações”, enfatizou o prefeito. 

Sobre os impactos que a Covid-19 tem feito na economia, Beto também se manifestou. “Nossa economia será prejudicada pelo fechamento do comércio até a próxima terça-feira, conforme decreto estadual, mas já estamos trabalhando nisso. Nossas indústrias não vão falir, passaremos por dificuldades, nossa economia é muito forte, mas estamos nos preparando para a sua retomada”.

Uma lista de ações tomadas pelo poder público foi listada pelo prefeito, como a instalação do Comitê de Gerenciamento para a tomada de decisões, a desinfecção de locais públicos, o Centro de Triagem que funcionará a partir de hoje, a prorrogação de impostos, o cumprimento de todas as normas estabelecidas em decreto estadual, a parte social que é realizada, entre outros. 

Beto agradeceu a todos os órgãos que estão nessa luta e aos empresários que tem ajudado e, emocionado, fez um apelo. “A maior vacina, o tratamento para o coronavírus é o isolamento, preservar as pessoas e evitar aglomerações, preservar o bem maior, a saúde. Juntos vamos vencer esse desafio. Fiquem em casa”. 

A cidade possui nove casos confirmados.