Foto: Reprodução

Um casal acabou tendo seus planos de casamento interrompidos na véspera da cerimônia ao comerem um doce que receberam de presente que supostamente estaria envenenado, na quinta-feira (23), em Jaíba, no norte de Minas Gerais.

Dione Quirino, de 35 anos, e Amanda Cássia Lopes, de 27, se casariam nesta sexta-feira (24), em um cartório, e neste sábado (25), na igreja, mas tiveram que ser internados. O cachorro da família morreu após comer um pedaço do doce.

Uma mulher foi detida pela Polícia Civil nessa sexta, mas ainda não há certeza de que houve crime. Ainda de acordo com o UOL, a polícia trabalha com a possibilidade de envenenamento motivado por ciúmes, e suspeita de uma ex do noivo, que não teve sua identidade revelada.

O casal afirmou, em um depoimento inicial, que ela não concordava com a união dos dois e que já havia dito antes que ele “não seria feliz com ninguém”.

Ao UOL, o irmão da noiva, Gustavo Henrique Lopes da Silva, explicou que o presente chegou quando o casal estava reunido com outros integrantes da família, que também comeram os doces e passaram mal.

A sobrinha da noiva foi encaminhada a um hospital, mas já foi liberada. Dione e Amanda, assim como a mãe e a cunhada da noiva seguem em observação, com previsão de alta para segunda-feira (27).

Segundo a Polícia Militar, o médico que atendeu as vítimas disse que eles passaram por uma síndrome colinérgica grave após intoxicação, com alterações do estado mental e fraqueza muscular.

O corpo do cachorro passará por exames no Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. A perícia técnica da polícia apreendeu o restante dos bombons para ajudar nas investigações.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul