Uma situação inusitada ocorreu na última sexta-feira (16), na Santa Casa de Misericórdia, em Belém, no Pará. Conforme o registro de um Boletim de Ocorrência (BO), um bebê teve a cabeça arrancada ao nascer. O registro ocorreu em uma delegacia de polícia que fica na casa de saúde.

De acordo com o pai da criança, foi forçado um parto normal. Antes do ocorrido a mãe indicou uma cesariana, já que o feto estava com problemas de saúde. A direção da unidade de saúde afastou os profissionais envolvidos no parto e abriu investigação. Além disso, a instituição assegurou que houve complicações no parto.

A mulher continua internada, sem previsão de alta, está em estado de choque com a morte da criança, porém não sabe do ocorrido no parto. A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as causas e identificar os responsáveis, para eventuais punições.

Em nota, a Santa Casa do Pará informou que lamenta profundamente o ocorrido e que a gestante vinda de Ourém recebeu atendimento da equipe assim que deu entrada. Em relação ao bebê, o texto diz que, “por conta de ser prematuro e de múltiplas deformações fetais e apresentar tecido amolecido, foram realizadas diversas manobras para a retirada do mesmo, ainda assim houveram (sic) complicações na extração fetal”.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul