Em uma crítica do filme Tropa de elite, que estreou na última sexta-feira nos Estados Unidos, o jornal The New York Times diz que o longa de José Padilha é “um clássico filme de exploração”. A autora Manohla Dargis diz ainda que se trata de um registro “feio” e “incoerente” do país.

“A câmera nervosa e a edição rápida transformam espaços visualmente deslocados em confete”. A crítica termina o texto citando Roger Corman, produtor e diretor norte-americano de filmes de baixo orçamento, conhecido como o ‘rei dos filmes B’: “Em algum lugar, ele deve estar chorando”.