Trabalhos de drenagem nas proximidades do bairro São Cristóvão exigem atenção dos motoristas
Trabalhos de drenagem nas proximidades do bairro São Cristóvão exigem atenção dos motoristas

 

Zahyra Mattar
Laguna
 
É hoje a esperada rodada de negociações entre as duas empresas terceirizadas nas obras de duplicação do lote 25 da BR-101, entre Capivari de Baixo e Laguna. Gestores da Amilton Lemos Engenharia de Obras, de Tubarão, e da Cooperativa de Caminhões de Capivari de Baixo (Coopertranscap) aguardam uma proposta da Araguaia, participante no consórcio responsável pela execução dos trabalhos, para retomar as obras.
A empresa assumiu as negociações com os credores desde a última semana. A meta é voltar a executar os trabalhos até a terça-feira. O consórcio é formado pela Araguaia, a Blokos e a Emparsanco. As obras no lote 25 estão paralisadas desde o recesso de fim de ano. 
 
Ainda que sejam os gestores da Araguaia a negociarem desta vez com os credores, não há qualquer indício de que o grupo seja desmantelado. Haviam boatos de que a Blokos sairia.
 
Apesar de todo o problema, o Dnit não protelou o prazo de conclusão dos trabalhos do lote 25. O consórcio tem até julho deste ano para entregar tudo pronto.
 
Apesar das chuvas, trabalhos avançam em Tubarão
Mesmo com a chuva, os trabalhos no lote 26, entre Tubarão e Sangão, sob a responsabilidade da Construtora Triunfo, seguem normalmente. Esta semana, uma das equipes continuam a execução das galerias de drenagem, no trecho próximo ao bairro São Cristóvão, em Tubarão. No momento, é feita a escavação das valas para instalação de tubos e edificação de bocas-de-lobo nas pistas da rodovia.
O trabalho não interfere no fluxo de veículos, mas exige maior atenção dos motoristas, já que há homens e máquinas pesadas às margens da BR-101. Outra frente de trabalho prossegue a construção das defensas New Jersey no trecho entre a ponte sobre o Rio Capivari e o viaduto de acesso norte a Tubarão. 
 
Neste ponto, o trabalho interfere no trânsito da rodovia. O fluxo é feito em pista simples. Os motoristas também devem tomar cuidado entre os quilômetros 345 e 348 (entre Tubarão e Jaguaruna), onde há desvios em virtude das obras, e entre Laguna e Capivari de Baixo, onde não há obras, mas a sinalização e as condições da pistas estão precárias.