A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (26) que o PT vai esgotar todas as instâncias judiciais possíveis para ter como candidato o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República nas eleições deste ano.

 “Só temos um plano: Luiz Inácio Lula da Silva. Não tem plano B. Não vamos aceitar que não possamos participar das eleições. Vamos esgotar todas as instâncias”, declarou Dilma em entrevista coletiva a veículos de imprensa estrangeiros.

Dilma lembrou que a comitiva do PT que acompanhava o ex-presidente Lula pela região Sul do País foi atacada por manifestantes. “Milícias armadas, com varas, pedras e chicote”, condenou. 

Ela disse ainda que a intervenção federal no Rio é na verdade um projeto político para a eleição, mas garantiu que o candidato do PT vai derrotar o “golpe” e impedir a privatização da Petrobras.

“Na torcida pela saída do Lula, o presidente ilegítimo achou que dava para concorrer”, comentou Dilma. Ela ironizou novos nomes que surgiram no cenário político em meio à corrida eleitoral, dizendo que fazem “política social de auditório”. “Distribuição de casa e carro de auditório?”, questionou.