Raramente me engano quando digo que tal prefeito vai ou não se reeleger. Sim, estou falando de prefeitos com primeiro mandato.

E não foram muitos os que tive a oportunidade de observar mais atentamente o jeito de governar. Minha principal estratégia,quase infalível para dar o meu veredito, é verificar quem realmente manda na prefeitura, se é o prefeito ou se é um subordinado.

Se for um subordinado, raramente o prefeito se reelege. Então vai a minha primeira lista dos que, na minha opinião, se voltarem a concorrer não vão se reeleger.

Sim, disse se voltarem a concorrer, porque alguns desses acredito que já fizeram pesquisas e sabem que partir para uma reeleição é dar um tiro no próprio pé. E, sendo assim, vão sair de mansinho.

Vou citar apenas os nomes dos municípios dos que, na minha opinião, não se reelegerão. Pescaria Brava, Laguna, Jaguaruna e Grão-Pará.

Na minha avaliação, qualquer um desses, se conseguirem a reeleição, será por algum fator que foge da normalidade, porque eles não entoam voz de comando.

Muitos me perguntam como está sendo a administração de Roberto Kuerten Marcelino em Braço do Norte. Não moro na cidade, mas tenho contato direto com aquele povo pelo qual nutro muita admiração.

E sendo assim, vou responder com um grau de certeza muito grande. Mesmo diante dessa crise na qual vive o país, o Betinho está fazendo um grande governo.

E me sinto muito à vontade ao fazer esse comentário, pois se eu tivesse votado em Braço do Norte na última eleição para prefeito, o Betinho não teria levado o meu voto.

E justifico isso, pois na minha opinião foi o pior secretário que comandou a SDR de Braço do Norte. Visto dessa forma, conclui que como mandatário maior do município, ele seria um desastre. E estou feliz por ter errado.

Braço do Norte, sob o comando do Betinho, prefeito que dá a palavra final em qualquer assunto e sua jovem equipe, estão mostrando que são “gente que faz”.

A principal obra da atual gestão é sem dúvida uma ponte gigante que liga o centro da cidade ao bairro Lado da União. Obra que senão tivesse havido questionamentos na justiça por parte de um dos que participaram da concorrência para a construção, acredito que já estaria pronta.

O povo de Braço do Norte sabe da importância da obra para o município. A cidade como um todo vai ganhar. E na minha opinião a construção dessa ponte vai servir como “passarela” para a reeleição do prefeito Beto.

Mas daí vão ter os que vão questionar ou afirmar que se uma ponte desse porte pode assegurar a reeleição do prefeito Beto, então o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, que deve construir duas pontes sobre o Rio Tubarão, está com sua reeleição assegurada.

Digo que cada caso é um caso. É que Joares vai ficar lembrado por um bom tempo como o prefeito construtor de pontes. E não vai deixar apenas duas pontes para os tubaronenses.

Logo no início do mandato, após assegurar maioria absoluta de vereadores para formar a base do seu governo perante a casa legislativa,ele construiu outras pontes; essas simbólicas.

O problema é que essas pontes ligam diretamente os cofres da prefeitura de Tubarão ao bolso dos tubaronenses. E com grande apoio dos vereadores, conforme já estava assegurado.

São as pontes que aumentaram e criaram tributos. E por essas pontes, o povo vai pagar “pedágios” por alguns bons anos. E Joares vai dar de ombros e seguir seu projeto político.