Algumas crianças chegaram a chorar por não poder desfilar no Dia da Independência. Elas tiveram uma nova oportunidade.
Algumas crianças chegaram a chorar por não poder desfilar no Dia da Independência. Elas tiveram uma nova oportunidade.

Karen Novochadlo
Tubarão

Para ser patriota, não tem idade ou época do ano. Os alunos do Centro Educacional Coração Feliz, no bairro Dehon, em Tubarão, ficaram bastante tristes com o cancelamento da marcha no dia 7 de setembro, por causa do mau tempo. Por isso, a direção da escola mobilizou-se e proporcionou um novo desfile para os pequenos nesta sexta-feira.

“Não era o que planejávamos, mas fizemos a vontade dos alunos. Este ano, seria a primeira vez que desfilaríamos junto às outras escolas na avenida Marcolino Martins Cabral”, expõe a diretora da escola, Cláudia Pereira Fernandes.
Com o tema “Toda criança do mundo cabe em um coração feliz” e ”Gentiliza gera gentileza”, os alunos vestiram fantasias caprichadas, levavam faixas, flores de papel e seguiram a banda marcial do Colégio Adventista pelas ruas do bairro Dehon.

O pequeno João Vitor Gomes Fernandes, 7 anos, estava ansioso para marchar. “É muito legal”, exclamou o menino. A mãe, Cláudia Gomes Fernandes, conta que ele não via a hora de desfilar. “Ele ficou muito triste por não poder desfilar no 7 de setembro”, enfatiza a mãe.

De acordo com a diretora Claúdia, a inspiração dos estudantes foi os policiais. “Eles adoram assistir policiais marchando. Eu expliquei que é bonito por causa da atenção, da noção de espaço, concentração”, revela a diretora.
Em Tubarão, os desfiles não puderam ser remarcados por causa do calendário escolar municipal comprometido, por conta da greve dos professores. O cancelamento também ocorreu em outros municípios.da região.