Secretaria de Turismo da Cidade Juliana incentiva os profissionais do setor turístico a realizar o Cadastro Nacional do Ministério do Turismo. Ação proporciona maior visibilidade e acesso a linhas de crédito para fomento da área.

Laguna

Com o intuito de fomentar o turismo em Laguna, município que é reconhecido no Estado por sua vasta riqueza em patrimônio histórico, cultural e natural, a secretaria de Turismo, Lazer e Comunicação iniciou ontem um mutirão de sensibilização para regularização de profissionais e empresas da cidade no Cadastro Nacional dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo (Mintur).

O Cadastur é uma importante ferramenta de planejamento e atuação do governo para fomentar o desenvolvimento de políticas públicas e privadas para o setor de turismo e uma referência para consulta do mercado turístico brasileiro. A mobilização ocorre até o próximo dia 28 para entrega de documentação e cadastro no site do ministério.

O cadastro proporciona maior visibilidade, acesso a linhas de crédito, oportunidades de negócios e acessos aos mercados nacionais e internacionais. “É o ponto de partida para os meios relacionados ao turismo interessados na classificação internacional por estrelas”, alerta o secretário de turismo Antonio Claudio Quirino Ramos.

O cadastro é obrigatório para alguns setores, como agências de turismo, meios de hospedagem, guias de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos e parques temáticos. E é facultativo a outros, como restaurantes, cafeterias, bares e similares, empreendimentos de equipamentos de entretenimento e lazer, empreendimentos de apoio à pesca desportiva, locadoras de veículos para turistas e prestadores especializados em segmentos turísticos.

Nº de empresas inscritas é baixo
Em Laguna, o número de empresas inscritas é muito baixo. De acordo com o secretário de Turismo, pela avaliação do Ministério do Turismo (Mintur), a cidade não corresponde às possibilidades turísticas para receber apoio e incentivos. “Temos classificação “C”, considerado uma avaliação baixa para uma cidade que dispõe de tantas possibilidades turísticas. Esse cadastro é importante para diversos assuntos, inclusive o de projetos”, explica Quirino.

Ele ressalta que o Mintur busca os dados no site Cadastur e analisa se um projeto dará certo em uma determinada área, por meio de uma pesquisa dos segmentos turísticos. “Como o município tem poucos cadastros, o Mintur conclui que, se possui poucos hotéis não pode abrigar um número alto de pessoas. E acabam não autorizando determinados projetos”, detalha.

Uma equipe da secretaria ficará à disposição para auxiliar os interessados nos procedimentos necessário. O atendimento ocorre das 13 às 19 horas, em frente à Praça Lauro Müller, ao lado da Fonte da Carioca, na Casa Pinto D’Ulysséa.

Foto: Prefeitura de Laguna/Divulgação/Notisul