Priscila Loch
Tubarão

Ele já se apresentou pelo Brasil afora e nem por isso esquece que sempre foi muito recebido pelos tubaronenses. Nando Reis estará em Tubarão amanhã com a missão de compensar os anos que ficou sem fazer show na cidade. “Faz anos que não vou a Tubarão. É uma pena ficar tanto tempo assim sem voltar”, revelou o cantor, por telefone, à redação do Notisul.

Os fãs da região estão super ansiosos. No site da Hangar Eventos, onde ocorrerá o show, a empolgação é traduzida em dezenas de mensagens: “Ai, que maravilha!!!”, “Nando Reis é tudo de bom!”, “Excelente escolha, uma atração de peso”, etc, etc, etc…

A empolgação não é exclusividade do público. Nando não vê a hora de voltar a Tubarão. E garante: os seus shows jamais têm menos de duas horas de duração. O repertório? Não podem faltar músicas como Relicário, Por onde andei, Do seu lado e Os cegos do castelo. “E, se o público pedir, a música pode até ter bis. Não somos nós que fazemos o show, quem faz é o público”, enfatiza o músico.
Para quem ainda está indeciso, o próprio Nando convida: “Vai ser um showzaço. Me aguardem”. É amanhã, hein, a partir das 23 horas!

Trajetória de sucesso

Ex-baixista do Titãs, Nando Reis emplacou vários sucessos e hoje segue em carreira solo. Ficou conhecido como um dos maiores compositores da sua geração, compondo sucessos como Diariamente (com Marisa Monte); All star, O segundo sol e Relicário, gravados por Cássia Eller; Resposta e É uma partida de futebol, gravados pelo grupo mineiro Skank; Do seu lado, gravado pelo também mineiro Jota Quest; e Onde você mora?, pelo grupo Cidade Negra. Isso sem falar na vasta coleção de hits compostos durante sua permanência nos Titãs, como Igreja, Os cegos do castelo e Jesus não tem dentes no país dos banguelas.