Wagner da Silva
Tubarão

Comprometimento, treinamento e dedicação colocaram ou o tubaronense Éder Rodrigues Medeiros entre os quatro melhores bateristas do Brasil. Ele foi um dos finalistas do festival Batuka! International Drum Fest, realizado em São Paulo. Ele é professor e integrante da Bandativa.

Éder “pegou gosto” pelo instrumento por conta dos pais e, aos 12 anos, encarou as baquetas. No último ano, o músico esteve entre os dez melhores do sul do Brasil no mesmo festival, cuja promoção é da marca de baterias Odery, uma das mais famosas do mundo.

Este ano, a escolha foi realizada através de um vídeo, onde os competidores seguiam itens determinados por uma comissão julgadora. A final foi realizada no auditório do Ibirapuera e contou com a presença de três jurados brasileiros e dois norteamericanos.

A premiação foi até o terceiro colocado, mas a qualidade do material enviado por Éder determinou o empate técnico entre ele o terceiro colocado.
Um dos fundadores da Associação dos Músicos do Vale Braçonortense (AMVB), Éder diz que ainda está “nas nuvens” com o resultado. “Participo destes eventos para obter, em primeiro lugar, reconhecimento do meu trabalho e, obviamente, para ter oportunidade de conhecer mais pessoas do meio. Esta vitória é fruto de muito trabalho. Não venci desta vez. Sem problema. Ano que vem tem mais”, avalia.

O vencedor do festival foi o maranhense Isaias de França Alves. Além dele e do tubaronense, estavam entre os finalistas Darlan Marley Araújo Gadelha, de Rondônia, e Vinícius Pirani Lordelos, do Paraná.