Wagner da Silva
Tubarão

A dedicação e o esforço do baterista Eder Rodrigues Medeiros, de Tubarão, rendeu seu primeiro resultado expressivo no cenário musical brasileiro. Ele ficou com o primeiro lugar no concurso organizado pela revista Batera em parceria com a fabricante de baterias RMV. O prêmio que Eder receberá esta semana é justamente uma bateria nova.

O concurso começou em outubro do ano passado. A ‘lição de casa’ era simples. Os concorrentes deveriam compor e filmar uma performance. Depois era só enviar o material por e-mail. Eder não pensou duas vezes e, com sua composição em mãos, procurou o estúdio B&C para a filmagem.

A análise do material ficou a encargo de três profissionais da música: Maurício Leite, Regis Tadeu e Walter Lopes. O resultado: unanimidade entre os jurados. “Recebi uma ligação e fiquei surpreso e muito feliz. Concorri com bateristas do Brasil todo. Além disso, não é sempre que se ganha um prêmio nacional. Esta conquista é fruto de muitos anos de dedicação, perseverança e disciplina”, valoriza Eder.

De uma família de músicos, Eder iniciou nas baquetas aos dez anos. A bateria não era exatamente um instrumento, mas sim um amontoado de almofadas e caixas de leite. Mas o garoto tomou gosto pela brincadeira. Um ano depois Eder já participava de bandas covers. O último grupo que integrou foi a Bandativa, da qual se desligou no mês passado.

Membro fundador da Associação de Músicos do Vale Braçonortense (AMVB), ele explica que agora, com mais tempo na agenda, irá se dedicar as aulas de bateria que ministra em Braço do Norte, Tubarão e Orleans.