Bertoldo Weber
São Ludgero

Parece simples, mas o assunto é um dos mais comentados em São Ludgero. Há cerca de 15 dias, foram construídas abaixo dos pórticos nas divisas de São Ludgero com Braço do Norte e também com Orleans, duas muretas de aproximadamente cinco metros de extensão cada, ao lado da faixa branca na lateral da rodovia da SC-438.

O assunto rendeu declarações inflamadas na sessão da câmara. Os vereadores Amilton Becker (PSDB) e Edemilson Dalfemback (D25) manifestaram-se contrários às vigas de concreto. “Não sei como o Deinfra autorizou esta construção”, declara Amilton. Ambos solicitaram ao líder do governo no legislativo, Elói Soethe (PMDB), que falasse ao prefeito Ademir Gesing (PMDB), o Gogo, sobre os riscos da obra.

Gogo diz que as muretas não estavam no projeto original dos pórticos. “As vigas foram inclusas a pedido dos fiscais da Caixa Econômica Federal e do Deinfra”, explica o prefeito, e confirma que tentou argumentar sobre a construção, mas as informações do Deinfra foram de que as muretas proporcionariam segurança aos veículos que estacionam no local e também as pessoas iriam para fotografar e apreciar os pórticos.

“As regras repassadas foram claras e, como as construções envolvem também recurso federal (R$ 50 mil de um total de R$ 142 mil), haverá mais uma fiscalização e, em breve, o pagamento da última parcela. Neste momento, para que não haja problema ou comprometimento da obra, nenhum pedido será feito”, esclarece Gogo. Porém, garante, após estes trâmites serem concluídos, poderá ser encaminhado um ofício para que as muretas sejam retiradas.