#PraCegoVer Na foto, um grupo de pessoas discutem medidas preventivas por conta da chuva
Reunião, na tarde desta segunda-feira (02), em Tubarão, com todas as equipes de Segurança Pública e Defesa Civil da região, objetivou repassar planos de contingência e alinhar planos de ação municipais por conta da grande quantidade de chuva prevista para o Sul de Santa Catarina nos próximos dias - Foto: Defesa Civil do Estado | Divulgação

A previsão do tempo para os próximos dias indica um grande volume de chuva, principalmente, para a região Sul do Estado. Desde a semana passaram a Defesa Civil do Estado alerta para possibilidade de deslizamentos e cheias. Com a previsão desfavorável até a próxima sexta-feira (6), as cidades da região trataram de organizar as equipes para não serem pegas de surpresa. Na tarde desta segunda-feira (2), uma reunião com técnicos do Estado, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Policia Civil, Exército e membros das Defesa Civil dos municípios objetivou repassar planos de contingência e alinhar planos de ações.

O excesso de chuva é provocado devido à formação de um ciclone extratropical, associada à passagem de uma frente fria e sistemas de baixa pressão em todos os níveis da atmosfera. O meteorologista chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Murilo Freta, destaca que as condições apontam para a ocorrência de chuvas que podem superar a média esperada para todo o mês de maio. “Há risco alto para ocorrências como alagamentos, inundações e deslizamentos, principalmente para o Litoral Sul, além de condições para rajadas de vento e mar agitado”, afirma.

Tubarão: uma família está desalojada por conta de um deslizamento de terra
A coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Tubarão espera um volume de chuva em torno de 300 milímetros (mm) até esta quinta-feira (5). A situação pode ficar ainda mais séria entre quarta (3) e quinta-feira (4), em virtude da subida da maré ocasionada pelos fortes ventos. Isso, aliado a quantidade de chuva, pode trazer problemas à cidade em razão de alagamentos e até mesmo um possível extravasamento do Rio Tubarão em alguns pontos. Nesta segunda-feira, uma família foi desalojada por causa de um deslizamento de terra em uma construção. Um buraco abriu embaixo da casa e as pessoas precisaram sair. A Prefeitura noa divulgou o bairro e nem onde a família está abrigada.

Um gabinete de crise deve ser formado nesta terça-feira (3) para cuidar exclusivamente do monitoramento da situação como um todo, e, a partir daí, tomar as decisões necessárias e cabíveis ao bem-estar e à segurança da população. “Nossa preocupação maior, neste momento, é com alagamentos e o possível extravasamento do Rio Tubarão pelo excesso de chuva”, alerta o coordenador da Defesa Civil de Tubarão, Coronel Djalma Alves. Qualquer problema, a comunidade deve ligar para a Polícia Militar (190), Corpos e Bombeiros Militar (193) ou Defesa Civil (199).

Laguna
Inicialmente a Defesa Civil do Município espera um volume de chuva na casa dos 150 milímetros entre esta segunda (2) e quarta-feira (4). Há possibilidade de queda de granizo e fortes ventos, o que aumentam as chances de alagamentos, enxurradas e deslizamentos de terras. A Prefeitura não divulgou quais os pontos de abrigo em caso de emergências. Contudo, as pessoas que precisarem de auxílio, foram orientadas a chamar a Polícia Militar (190), Bombeiros (193), Guarda Municipal (153) ou a Defesa Civil Municipal, através do número (48) 99660-1054.

Imbituba
A Defesa Civil municipal alerta sobre a possibilidade superior a 300 milímetros de chuva entre esta terça (3) e quinta-feira (5). “As equipes do município já estão em alerta para possíveis estragos provocados pela chuva ou pelo vento”, afirma o coordenador Moisés Vicente Carvalho”. Nesta segunda-feira (2), a Secretaria de Infraestrutura da Prefeitura intensificou a limpeza de bueiros e valos para auxiliar no escoamento das águas e evitar possíveis alagamentos e enchentes. Em caso de necessidade, pessoas desalojadas ou desabrigadas serão recebidas na Escola de Educação Básica Municipal Deputado Joaquim Ramos, no bairro Paes Leme.

Araranguá
A Defesa Civil também emitiu um alerta nesta segunda-feira por conta das chuvas que assolam o Extremo Sul de Santa Catarina desde a semana passada. Segundo o coordenador local da Defesa Civil, Emerson Heitor Almeida, todas as medidas preventivas de desassoreamento de valos, fechamento das comportas foram tomadas. As equipes também estão de prontidão 24 horas para auxiliar a comunidade.

Morro da Fumaça: deslizamento de pedras desaloja quatro famílias
Uma família está desalojada em Morro da Fumaça depois que uma pedra desmoronou de um morro na tarde desta segunda-feira (2), no bairro Maccari. Outras três famílias foram orientadas pela Defesa Civil para deixarem suas casas porque há o risco de novas ocorrências. “Seguimos acompanhando o nível dos principais rios. Por enquanto a situação está sob controle, mas a previsão do tempo indica que os maiores volumes de chuva vão começar durante a noite desta segunda”, alerta coordenador local da Defesa Civil, Natan Felipe de Souza.

Içara
A Defesa Civil local vistoriou todos os pontos críticos da cidade nesta segunda-feira (2). A previsão para a cidade é um volume de chuva de pelo menos 200 milímetros até quinta-feira (5). A vazão de água no Rio dos Porcos, por enquanto, é considerada boa. Contudo, há o alerta para possíveis alagamentos e transbordo, em especial nas áreas mais baixas da cidade.

Orientação é suspensa as aulas em todas as cidades do Extremo Sul
A previsão de acúmulo de pelo menos 300 milímetros de chuva em apenas quatro dias fez com que o Colegiado da Defesa Civil da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc) orientasse as cidades a suspender as aulas nas escolas municipais e estaduais pelo menos até a próxima sexta-feira (6). Além da grande quantidade de água, o transporte dos alunos pode ser comprometido, em especial nas áreas rurais. Até o começo da noite desta segunda-feira (2), duas cidades, Meleiro e Maracajá, acataram a recomendação e suspenderam as aulas nas respectivas redes municipais de ensino. O retorno deverá ocorrer apenas na próxima segunda-feira (9) nas duas cidades.

Fonte: Defesa Civil do Estado, Prefeituras da região
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Reunião, na tarde desta segunda-feira (02), em Tubarão, com todas as equipes de Segurança Pública e Defesa Civil da região, objetivou repassar planos de contingência e alinhar planos de ação municipais por conta da grande quantidade de chuva prevista para o Sul de Santa Catarina nos próximos dias – Foto: Defesa Civil do Estado | Divulgação

#PraCegoVer Na foto, um grupo de pessoas discutem medidas preventivas por conta da chuva.