Os municípios atingidos pelas chuvas na última semana já podem apresentar os planos de trabalho para acessar os recursos, anunciados pelo governador Carlos Moisés. A informação foi repassada aos prefeitos em reunião realizada na tarde desta terça-feira (10), com o chefe do Executivo estadual e o secretário chefe da Defesa Civil, David Busarello.

O encontro reuniu, de maneira online e presencial, representantes dos 42 municípios que decretaram situação de emergência. Iomerê e Rio Fortuna entraram para a lista na tarde desta terça-feira.  No total, 129 municípios registraram ocorrências relacionadas às chuvas. De acordo com informações repassadas pelas Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil, foram contabilizados três óbitos, 9.852 pessoas desalojadas, 869 desabrigados em um total de 52.593 pessoas afetadas.

“Nós tínhamos o alerta desse evento climático e, infelizmente, ele se confirmou, afetando os catarinenses em muitos municípios. Estamos acompanhando de perto a situação, agindo de maneira célere em pronta resposta, com a distribuição de itens de assistência humanitária e, agora, na construção de parcerias para efetivar o auxílio financeiro necessário para os planos de reconstrução. Tenho certeza que poderemos contar também com o apoio do parlamento para levar os recursos com a rapidez a quem mais precisa”, enfatizou Carlos Moisés.

O repasse de recursos ocorrerá mediante apresentação de planos de trabalho. Busarello afirmou que as equipes da Defesa Civil estão de prontidão para auxiliar os municípios. “O Governo Carlos Moisés mais uma vez demonstra ser um braço de apoio aos municípios  catarinenses”, disse. “Nossa área técnica está pronta para atender e orientar as prefeituras para os trâmites necessários”.

O Governo do Estado auxiliará na construção de casas para aqueles que perderam as suas residências. Essa ação ocorrerá com o auxílio dos municípios. As construções deverão ser feitas em terrenos cedidos pelas prefeituras, longe de áreas inundáveis, a partir de critérios definidos pela Defesa Civil.

O secretário de Estado da Fazenda ressalta que o Governo vem trabalhando em alternativas ágeis em apoio aos municípios. Uma delas trata de uma adaptação do programa Recomeça SC para financiamentos destinados à reconstrução de equipamentos produtivos atingidos por fenômenos climáticos como as recentes cheias. Segundo Paulo Eli, cada equipamento produtivo, nos municípios em situação de emergência, precisa de laudo da Defesa Civil com a extensão do dano causado pelo evento climático.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, informou ainda que a pasta está atuando nas 150 ocorrências que provocaram interdições ou interrupções de trânsito nas rodovias estaduais. Desse total, cerca de 50 pontos ainda exigem algum tipo de intervenção mais complexa. Conforme o secretário, na Serra do Corvo Branco, SC-390, os trabalhos vão se intensificar na construção, o mais célere possível, de uma alternativa.

:: Confira a lista de municípios que decretaram emergência 

  1. Agrolândia
  2. Agronômica
  3. Alfredo Wagner
  4. Anitápolis
  5. Araranguá
  6. Armazém
  7. Arroio Trinta
  8. Bom Jardim da Serra
  9. Braço do Norte
  10. Brunópolis
  11. Capivari de Baixo
  12. Forquilhinha
  13. Grão Pará
  14. Gravatal
  15. Ibiam
  16. Iomerê
  17. Lages
  18. Laurentino
  19. Lauro Muller
  20. Lebon Régis
  21. Maracajá
  22. Monte Carlo
  23. Orleans
  24. Pedras Grandes
  25. Pescaria Brava
  26. Pinheiro Preto
  27. Pouso Redondo
  28. Rio das Antas
  29. Rio do Oeste
  30. Rio do Sul
  31. Rio Fortuna
  32. Rio Rufino
  33. Santa Rosa de Lima
  34. São Bonifácio
  35. São Joaquim
  36. São Ludgero
  37. São Martinho
  38. Taió
  39. Tangará
  40. Tubarão
  41. Urubici
  42. Videira
  43. Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

  44. Fonte: Governo de Santa Catarina