O fotógrafo Max Siedentopf não tem a menor ideia de quem são os donos dos carros que aparecem nas fotos dele. O que ele sabe assim que bate os olhos nesses carangos é que eles precisam ser repaginados urgentemente.

Armado com alguns pedaços de papelão e fita adesiva, ele ronda pelas ruas de Amsterdã procurando pelos carros mais basicões que consegue encontrar. Aí ele tem que trabalhar rápido para colar seus para-choques e aerofólios customizados antes que alguém apareça e pergunte o que diabos ele está fazendo. Depois de personalizar Peugots, Lancias e Volkswagens, ele tira uma foto e dá no pé, deixando os carros pimpados como uma surpresa para os proprietários no dia seguinte.

Quando perguntamos ao Max por que ele passa as madrugadas customizando carros de estranhos, ele disse: “Individualidade, autoexpressão e status são mais importantes que nunca hoje em dia. Mas por alguma razão, coisas comuns como carros são cada vez menos personalizadas, quando isso poderia ser uma forma estranha, mas incrível de se expressar. Acho que faço um favor para essas pessoas dando um supercarro personalizado para elas”.