Foto:Divulgação/Notisul
Foto:Divulgação/Notisul

Imbituba

O atual vice-prefeito de Imbituba, Elísio Sgrott (PP) (foto), que já foi vereador e presidente do legislativo na cidade portuária, e é candidato à proporcional do município pela Coligação Mais Imbituba 3, composta pelo Partido Progressista e Partido da República, pode ter o seu nome deletado das urnas no pleito de outubro. O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Imbituba realizou o pedido de impugnação de candidatura à 73ª Zona Eleitoral, de titularidade do juiz Antônio Carlos Ângelo, que notificou Elísio nesta quarta-feira, dando um prazo de contestação da acusação da promotoria de sete dias, ou seja, próxima quinta.

A promotora responsável, Marina Modesto Rebelo, chegou a solicitar a indisponibilidade dos bens do ainda candidato, no valor de quase R$ 800 mil. Elísio foi procurado pelo Notisul, ontem, para avaliar a ação, mas seu celular só chamou. O mesmo ocorreu com o presidente do Diretório Municipal do PP, Beto Martins. Caso o magistrado acate a solicitação do MPE em primeira instância, o vice-prefeito ainda poderá impetrar recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral TRE), em Florianópolis, e também ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, no Distrito Federal.