Amanda Menger
Tubarão

Depois da morte de cerca de dez cães, supostamente envenenados, há uma semana, no bairro Passagem, em Tubarão, um caso voltou a intrigar um comerciante. Ontem pela manhã, ele avistou dois homens deixando o corpo de um cachorro nas margens do Rio Tubarão, na estrada do Corredor (via de acesso às praias).

“Fui visitar um cliente e achei estranho, mas não fiz nada. Quando voltei, parei para olhar e vi dois cães mortos. Um deles já estava em avançado estado de decomposição e o outro era de uma raça menor e tinha sido jogado recentemente. Achei estranho, principalmente porque há pouco tempo vários cães foram mortos em um outro bairro”, observa o comerciante.

Muitos proprietários que perdem os seus bichinhos acabam jogando os corpos no lixo ou enterram no pátio de casa. A secretaria de serviços públicos da prefeitura é a responsável pelo recolhimento dos animais mortos. Ontem, um cão foi encontrado em outro ponto da beira-rio, próximo à antiga sede da Associação dos Funcionários da Prefeitura, no centro.

“Este animal estava jogado, segunda-feira à noite, em uma calçada na frente de uma pastelaria, na Marcolino Martins Cabral. Hoje (ontem) pela manhã, quando cheguei à secretaria, pedi para os funcionários recolherem. O cachorro já tinha sido deixado nas margens do rio. Este caso observado pelo leitor do jornal será verificado pela nossa equipe e vamos enterrar o animal”, afirma o secretário Fabiano Bittencourt.

Serviço
Os animais, de grande e pequeno porte podem ser recolhidos pela secretaria de serviços públicos. Os contatos podem ser feitos pelo telefone 3621-9064.