Criciúma

Enfim, os editais! Toda a região sul do estado comemorou muito o lançamento dos editais para obras-de-arte especiais: construção do túnel do Morro do Formigão, em Tubarão, e da ponte sobre o canal de Laranjeiras, em Laguna. O canetaço foi dado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na manhã de ontem, em Criciúma.

Ele também oficializou a liberação simbólica dos primeiros quatro lotes prontos (veja no quadro) e entregou a ordem de serviço para continuação das obras remanescentes do lote 29, entre Araranguá e Sombrio, o mais atrasado da duplicação.

Tão empolgado quanto a população que se espremia para vê-lo, Lula salientou o investimento do governo federal em infraestrutura para o estado. Por outro lado, demonstrou certa irritação ao fato de que a inauguração é apenas simbólica, já que os trechos liberados não estão totalmente prontos.

“Tem gente que disse que vim aqui inaugurar uma obra inacabada, mas nunca um presidente investiu tanto em Santa Catarina, especialmente em obras viárias”, disparou Lula. Somente para a BR-101, apresentou o presidente, foram enviados mais R$ 2,35 bilhões até o momento. Dos 248,5 quilômetros de extensão da rodovia no lado catarinense, 112 quilômetros estão duplicados até agora.

“Esta obra só não está terminada por conta dos inúmeros entraves ambientais e jurídicos. Mas tem outro número que quero salientar: desafio que alguém diga que outro presidente tenha investido em obras viárias 20% do que eu investi no estado”, alfinetou Lula.

O lote 29
As obras de duplicação no lote 29, entre Araranguá e Sombrio, serão retomadas no próximo mês pelo consórcio Construcap/Modern/Ferreira Guedes, de Palhoça. Os trabalhos estão paralisados no trecho desde o começo deste ano, quando a Construtora Triunfo anunciou a sua desistência. Antes disso, a execução era feita pela DM Construtora, que teve o contrato rescindido em 2008.

A obra está orçada em cerca de R$ 276 milhões e tem previsão de conclusão para março de 2012. No trecho de 26 quilômetros, é prevista a construção de uma ponte (sobre o Rio Araranguá), um elevado de quase três quilômetros (o contorno de Araranguá), dois viadutos, oito passagens inferiores e dez passarelas.

O túnel
O custo estimado é de R$ 57 milhões. O túnel terá 700 metros de extensão, duas faixas de rolamento, acostamento e passarelas para pedestres. O prazo de conclusão da obra é de dois anos, ou seja, 2012.
O túnel será aberto com cargas explosivas. Uma máquina – perfuratriz tripla – faz os furos na rocha; em seguida, é colocado o material explosivo. À medida que as explosões são feitas, o material remanescente é removido e uma placa de concreto é feita para fixar a estrutura.
Paralelamente ao trabalho prático, outra equipe é responsável por efetuar medições diárias da largura e da altura do túnel. Isto é necessário para verificar se não há cedimento da rocha, o que poderia causar um desabamento, por exemplo.

A Ponte de Cabeçudas
O projeto da ponte sobre o canal de Laranjeiras, no bairro Cabeçudas, em Laguna, já tem a licença ambiental prévia, expedida pelo Ibama no fim do mês passado. A passagem terá 400 metros e será estaiada (suspensa por cabos).
O conjunto formado pelo viaduto, com as pistas complementativas e pilares, terá no total 2.825 metros de comprimento e 24 metros de largura. O orçamento previsto é de R$ 676 milhões e o prazo de conclusão também é de dois anos.
No projeto, ainda está inclusa a duplicação de aproximadamente oito quilômetros de pistas, não licitadas por conta da obra-de-arte especial, e dois passafauna para os animais silvestres.

Liberações
Lote 24: Entre Garopaba e Imbituba, da Construcap.
Lote 27: Entre Sangão e Içara, da Queiroz Galvão.
Lote 28: Entre Içara e Araranguá, da Construcap.
Lote 30: Entre Sombrio e Passo de Torres, da Constran.