Foto: Fabio Rodrigues/g1

A búfala ‘Carequinha’, que se tornou o xodó dos voluntários e símbolo do resgate dos animais encontrados em situação de abandono, em Brotas (SP), morreu nesta sexta-feira (3). Ela teve uma parada cardíaca.

Antes do resgate, a búfala era conhecida apenas pelo número 1.072. Após a chegada dos voluntários, ela começou a ser chamada de ‘Carequinha’ por ter menos pelos.

A Promotoria de Justiça de Brotas instaurou inquérito civil na quinta-feira (2) para apurar a situação das búfalas encontradas em situação de maus-tratos na Fazenda São Luiz da Água Sumida, no início de novembro.

O procedimento cita não apenas a situação de abandono em que os animais foram encontrados e a morte de dezenas deles, mas também a eventuais danos ambientais provocados à vegetação e ao curso hídrico existentes no local. O dono da propriedade nega as acusações.

Cuidados
Desde que havia sido resgatada, no início do mês de novembro, Carequinha era considerada a búfala que estava nas piores condições de saúde. Após os cuidados dos voluntários, ela chegou a engordar cerca de 80 quilos, entretanto, continuava abaixo do peso ideal.

Além de água e alimentos, o tratamento da búfala demandava de aplicação de soros e pomada para ferimentos na pele.

Comoção e homenagem
Em uma página do Instagram, onde ativistas publicam, diariamente, as atualizações sobre as búfalas de Brotas, ele disseram que o animal será sempre “símbolo de luta, resistência e de amor”.

“Nunca esqueceremos dos seus pedidos de carinho, dos momentos que você chamava pela Mamy no fim do dia, dos beijos de gratidão que você nos dava. Do seu olhar para o por do sol. Hoje você é o por do sol. Você se põe nesse plano e renasce em um pasto verde, sem dor, sem sofrimento. Você recebeu muito amor até seu último suspiro. E aqui, honraremos sua vida para que nenhum animal passe pelo que você passou. Nós te amamos e jamais esqueceremos de você, Carequinha”, escreveram no post.

O médico veterinário responsável pelo hospital de campanha que cuida das búfalas, Maurice Vidal, lamentou a morte de Carequinha pelas redes sociais. “Obrigado por ter dado o privilégio de lutar e amar lado a lado com você. Sempre lembrarei do seu olhar para mim, você foi e sempre será minha Carequinha”, escreveu.

O voluntário do Grupo de Resgate de Animais em Desastres (Grad) e médico veterinário, Daniel Oliveira, também lamentou a morte do animal. “Linda Carequinha, foi um grande privilégio cuidar de você uns dias, entre sondagens para hidratação, medicamentos e levantadas diversas. Sempre tive muito carinho por você, assim como meu nobre colega Maurice, descanse em paz Carequinha”, publicou.

Com informações do Portal G1