Wagner da Silva
Braço do Norte

O problema do esgoto a céu aberto é antigo no bairro União, em Braço do Norte. Além de ser algo que traz danos à saúde das pessoas, os moradores ficam preocupados com as crianças que estudam em uma creche no local.

Não existe uma rede de canalização apropriada. O material é escoado por um cano simples, que rompe com facilidade. Em dias quentes, o mau cheiro é insuportável. “Acionamos a Vigilância Sanitária. Eles vieram aqui e até agora aguardamos uma ação efetiva”, reclama o cidadão André Vargas.
Na creche que atende 100 crianças do bairro, a diretora Maristela Volpato Souza explica que não sabe mais o que fazer para melhorar a situação dos pequenos. “Se na rua o cheiro é horrível, imagine dentro da sala de aula. Considero um problema grave e gostaríamos de uma solução urgente”, reivindica a diretora.

Segundo a diretora da Vigilância Sanitária, Ivia Althoff, existe um projeto na prefeitura para a correta coleta do esgoto e, em breve, a implantação da tubulação deve ocorrer. “O desenvolvimento deste projeto está adiantado, mas por enquanto, infelizmente, não há solução breve ou uma data pré-estabelecida para a implantação da rede de coleta de esgoto”, lamenta Ivia.