Foto: Reprodução

Luan Cristiano Albano, morador de Araranguá, em Santa Catarina, recebeu a conta de luz de R$ 84.927,35. O radiologista não acionou a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) quando viu a fatura porque decidiu divulgar o caso por meio da imprensa. Após a repercussão, a empresa enviou uma fatura com o valor corrigido, que ficou em R$ 161,39.

Em nota, a Celesc disse que o problema foi causado pela substituição dos medidores de energia convencionais por novos.

Segundo Luan, que mora em uma casa de 64 metros quadrados, junto com a mulher e a filha pequena, a conta indicava o consumo de cerca 90.903 W por hora, o que, segundo ele, é o gasto de uma empresa de grande porte. Como faz uma obra na casa, chegou a se questionar sobre o valor da primeira fatura poderia ser verdadeiro.

“A gente não pode confiar na próxima fatura que vier. Vou fazer sempre o cálculo, se for um valor exacerbado, eu vou reivindicar de novo”, afirmou.

Com informações de MSN Notícias