Os monitores Marco Aurélio Maurício e Jorge de Sousa receberam treinamento de como abordar os motoristas
Os monitores Marco Aurélio Maurício e Jorge de Sousa receberam treinamento de como abordar os motoristas

Karen Novochadlo
Tubarão

 
Um dos desafios da Extran, o consórcio que administra o estacionamento rotativo em Tubarão, será mudar a mentalidade da população. Algumas pessoas temem receber multas, como ocorria no mesmo sistema. A Área Azul ainda nem foi reativada e alguns monitores já foram xingados. O funcionamento começa ainda este mês. 
 
O diretor da Tetran, uma das empresas do consórcio, Sérgio Diniz, explica que a educação será a melhor 'arma' dos monitores. “Todos os funcionários passam por treinamento”, conta. 
Desde a última semana, os monitores percorrem as ruas para orientar os motoristas quanto ao funcionamento e entregar alguns panfletos. 
 
“Nossa principal função é orientar os motoristas e evitar que cometam alguma infração”, destaca o fiscal de monitores, Fabrício Canalis. Os monitores não aplicarão multas para quem infringir a legislação. Esta função caberá aos guardas municipais.  
 
“Hoje, muitos condutores nos abordam porque querem informação”, conta o monitor Marco Aurélio Maurício, 45 anos, que precisou interromper a reportagem para atender os condutores. Uma outra atividade dos monitores será informar a motoristas e turistas a localização de hospitais, delegacias, supermercados, pontos turísticos.
 
O que falta para a Área Azul começar?
A maior parte dos parquímetros já foi instalada nas ruas de Tubarão. E, aos poucos, começam a ser colocados os sensores de detecção de presença. Na próxima semana, deve chegar o restante dos equipamentos, incluindo os parquímetros para motos.  
Também falta a autorização da Celesc para a instalação de equipamentos Mux em cima dos postes. Estes farão a ligação das informações dos parquímetros para a central. Toda a documentação já foi feita e enviada para a estatal, falta apenas o anteprojeto. Os cartões da Área Azul também já foram confeccionados e estão a caminho de Tubarão. 
A reativação da Área Azul ocorrerá por setores. O primeiro compreende um trecho da avenida Marcolino Martins Cabral, entre o Art Hotel e o Calçadão, parte da avenida Marechal Deodoro e da Lauro Müller, e a rua Coronel Collaço (morro da Catedral). O outro setor ficará entre o Calçadão e o Colégio São José, na avenida Marcolino Martins Cabral, na rua Lauro Müller e avenida Rodovalho. O último será na Marcolino, do Hospital Nossa Senhora da Conceição até o Posto Canário.