Zahyra Mattar
Tubarão

Quando Capivari de Baixo emancipou-se, Tubarão perdeu o espaço planejado para ser o distrito industrial do município. Desde então, a cidade ficou sem lugar para abrigar e fomentar o crescimento industrial.
Ontem, um esforço conjunto entre a prefeitura e a classe empresarial de Tubarão selou o compromisso de mudar esta realidade. A oficialização do quarto mini-condomínio industrial, no bairro São João Margem Esquerda, é apenas o primeiro passo com este objetivo.

“Precisamos gerar oportunidades para fomentar nosso próprio crescimento e isto também passa pelo setor industrial, hoje muito pequeno na nossa cidade, cerca de 7% da base econômica vem deste setor, justamente por não termos estrutura de incentivo. Isto mudará”, prometeu o secretário de indústria e comércio da prefeitura, Estêner Soratto da Silva Júnior.

Tubarão ficou na segunda posição de geração de emprego no estado neste mês (foram 267 novas vagas). Ficou atrás somente de São José. As micro e pequenas empresas são as que mais geram emprego e renda para o município. Atualmente, existem sete mil estabelecimentos deste porte instalados na cidade, que geram 20 mil postos de trabalho.

O condomínio industrial terá espaço para alocar 21 pequenos negócios. Já há cinco candidatos a uma vaga. A expectativa é de que todo o processo burocrático esteja concluído em até 60 dias. Isto permitirá à prefeitura iniciar a execução da infraestrutura básica, como abertura de rua e instalação de rede de esgoto. “Até o fim deste ano, os terrenos devem estar prontos para a instalação das empresas”, anuncia o secretário, em tom comemorativo.