Uma criança de 11 anos engravidou após ser estuprada pelo tio de 39 anos em Novo Horizonte, em Santa Catarina. O crime veio à tona na quarta-feira (26), quando a menina deu entrada com fortes dores abdominais no Hospital São Lucas, em Pato Branco, no Paraná.

O médico que atendeu a menina constatou que ela estava grávida de 11 semanas e que o feto estava morto. As dores eram causadas pela tentativa do organismo de expelir o feto. A criança disse aos médicos que era abusada pelo tio materno desde os 9 anos. A Polícia Civil foi chamada após a retirada do natimorto.

Segundo informações apuradas pelo portal RIC Mais Paraná, a família da vítima sabia da gravidez, que foi descoberta no dia 19 de dezembro, quando a menina passou mal e deu entrada em um Pronto-atendimento em Vitorino, no Sudoeste do Estado. Mas os parentes da garota não denunciaram o crime à Polícia Civil ou mesmo deram seguimento ao tratamento médico.

A Polícia Civil do Paraná abriu um inquérito para apurar o crime de abandono de incapaz ocorrido naquele estado. Os crimes de estupro devem ser apurados pela Polícia Civil de Santa Catarina. O delegado Felipe Silva de Souza, que investiga o caso, vai remeter uma cópia do inquérito para a polícia do estado vizinho.

“Vamos instaurar um inquérito policial para apurar a responsabilidade dos pais. Porque, mesmo sabendo que a menina estava grávida com um feto, eles não tomaram nenhuma providência, o que pode ter gerado risco de vida para a criança”, afirma o delegado.