A intenção é reduzir em até 40% os custos com a coleta.
A intenção é reduzir em até 40% os custos com a coleta.

Braço do Norte

No próximo dia 7, serão abertos os envelopes da concorrência pública para a coleta de lixo em Braço do Norte. A administração municipal resolveu ter maior atenção com o meio ambiente. Entre as cláusulas previstas no edital, o serviço deve prever a coleta, triagem, compostagem e destino final. Ou seja, a empresa vencedora deve fazer a coleta e separação do lixo seco – latas, plástico, papel, garrafas pet, entre outros – e molhado – material orgânico.

Com a mudança, o prefeito Evanísio Uliano (PP), o Vânio, espera reduzir em até 40% os investimento com a coleta. O gasto mensal dos últimos meses é de R$ 100 mil. “Com esta medida, teremos uma redução de gasto significativo”, avalia.

Consequentemente, a redução será mais visível na quantidade. Diariamente, o município produz aproximadamente 250 toneladas de lixo, que segue para o aterro sanitário. “Temos que mudar a consciência da população e, para isso, planejamos executar uma campanha. Ela poderá tornar-se permanente, com o objetivo de estimular e incentivar os moradores a fazerem a separação dos materiais. São pequenas ações que ajudam”, enfatiza o prefeito.
A novidade irá gerar empregos. Para realizar a separação, serão necessárias cerca de 20 pessoas.