Após a prefeitura de Tubarão confirmar os primeiros casos de coronavírus na cidade, as pessoas entraram em pânico e correram para o supermercado nesta segunda-feira (16).

A justificativa para o corre corre é que o orientação do governo é para que as pessoas fiquem em casa o tempo puderem para evitar o contato com quem podem estar infectado com o coronavírus. 

De acordo com o gerente do Giassi do Centro de Tubarão, Luiz Carlos, a correria acontece em toda cidade e é desnecessária.

“Não vai faltar mercadoria, pode ser que em algum momento as prateleiras fiquem vazias, mas temos repositores o tempo todo abastecendo as gôndolas. O único produto que de fato está em falta,e em todos país, é o álcool em gel. Está para chegar um carregamento ainda nesta semana”. 

Já o gerente do Angeloni de Tubarão, Renato Minotto, disse que o aumentou no fluxo de clientes foi cerca de 70% e a maioria é  idosos. Ele também garante que no momento não há motivo para pânico porque não vai faltar produtos. A única exceção é o álcool em gel que está falta em todo país, mas chega carregamento do produto com frequência.

“O perfil dos nossos clientes é de pessoas que fazem pequenas compras várias vezes na semana. E de segunda-feira para terça vimos carrinhos cheios. Eles compram mais produtos de limpeza e de necessidades básicas”. 

Para o Secretário de Saúde de Tubarão, Daisson Trevisol, falta bom senso por parte das pessoas. “Neste momento sabemos que não vai faltar produtos. Mas não sabemos o dia de amanhã. Se todo mundo comprar agora o outros podem ficar em depois. Temos que pensar no coletivo”, disse. 

Daisson pede à população que continue a rotina normalmente. “Continuem fazendo as compras toda semana como de costume. Mas tomem todos os cuidados de higiene e tudo vai ficar bem”, finaliza.