A relação já conturbada entre Brasil e Venezuela teve um sinal claro de aumento de tensão após Nicolás Maduro ter chamado, nesta segunda-feira(14), o presidente Jair Bolsonaro de “Hitler dos tempos modernos”. O líder venezuelano criticou ainda as políticas liberais adotadas pelo brasileiro.

 “E aí temos o Brasil, nas mãos de um fascista. (…) Bolsonaro é o Hitler dos tempos modernos. Não tem coragem e nem decisões próprias, é um fantoche”, disse Maduro em discurso no plenário da Assembleia Nacional Constituinte.

Maduro criticou a política de privatizações anunciada por Bolsonaro ao longo da campanha eleitoral e indicou que o povo brasileiro deverá se insurgir contra a medida. “O povo brasileiro se encarregará dele. Deixemos o tema Bolsonaro ao formoso povo brasileiro, que lutará e se encarregará dele.”