Tubarão

Nesta quinta-feira (23), a sociedade provou mais uma vez o quanto recebeu de braços abertos o Lugar de Homem é na Cozinha. Em sua 12ª edição em Tubarão, o evento beneficente idealizado pelo Notisul em 2008 e organizado atualmente pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) da Cidade Azul (desde 2012), foi sucesso absoluto.

Como nas edições anteriores, a festa no Espaço Versales, no bairro Humaitá de Cima, reuniu três elementos fundamentais à proposta do evento: solidariedade, gastronomia e diversão. Quem compareceu pela primeira vez aprovou e promete voltar. E também teve quem mostrou o quanto está engajado na causa. Como sempre, o evento reuniu cozinheiros amadores que representam 13 empresas e entidades da região transformando-se em verdadeiros chefs. Os ingredientes são fornecidos pelas entidades parceiras, que também cozinham. Com pitadas de vários temperos, além de carinho e amor, os pratos serão todos preparados especialmente com um intuito de colaborar com quem precisa.

De acordo com a diretora pedagógica da Apae, Sulami Stüpp,o  evento traz a possibilidade de dar continuidade a todos os trabalhos desenvolvidos na Apae. “O que mais nos deixa feliz é saber que há muita solidariedade no ser humano e ver tantas pessoas reunidas em prol de uma causa tão nobre e justa que a instituição desenvolve. O atendimento na unidade é totalmente gratuito, as famílias não tem nenhum gasto, no entanto, para darmos essa colaboração precisamos de apoio”, enfatiza.

Todo o dinheiro arrecadado com o evento será aplicado na Apae tubaronense, que investe em melhorias em seu espaço físico, realiza o pagamento de contas e também dos salários dos funcionários. De acordo com a diretora pedagógica da Apae, Sulami Stüpp, os ingressos foram vendidos nas empresas parceiras do evento: Unimed, Vendelar, Engie, CDL de Tubarão, Prolincon, Unisul, Prefeitura de Tubarão, Acit, Weber Empreendimentos, Copagro, Ferrovia Tereza Cristina, Florisa e Casa da Dinda.

Além de tratamento, a Apae proporciona a inclusão do deficiente na sociedade, contribuindo para uma mudança de visão sobre as diferenças. Em Tubarão desde 25 de julho de 1966, a Escola Especial Ciranda da Esperança, mantida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), completou recentemente 52 anos de conquistas, e de novos desafios. Hoje, atende diretamente 410 alunos e mais de mil pessoas de forma indireta.