A Havan divulgou uma nota nesta segunda-feira (18), a respeito da agressão a uma funcionária da empresa em Jundiaí (SP), a caminho do trabalho por, de acordo com a varejista, utilizar o uniforme da Havan. O caso aconteceu na sexta-feira (15), dentro de um ônibus do transporte público.

Nesta terça-feira (19), o empresário brusquense e dono da Havan, Luciano Hang, visitou a funcionária. Na oportunidade, ele chegou de surpresa na unidade da empresa em Jundiaí e levou flores para Stefany Morais, a funcionária agredida. Eles participaram de uma live no Instagram de Luciano.

A Havan alega que é a segunda vez em que a mulher acusada de violência agride a funcionária da empresa. Ainda na nota, a varejista afirmou que ambos os crimes são comprovados em vídeos e um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia.

“A Havan afirma que está prestando todo apoio para a colaboradora e ressalta que entrará com todas as medidas judiciais cabíveis para que o ato de intolerância e desrespeito não passe impunemente”, escreve a empresa, em nota.

Stefany é funcionária da Havan de Jundiaí há dez meses. Ela entrou como operadora de caixa e, neste período, foi promovida a vendedora. Luciano Hang classifica as agressões como intolerância política.

“Condenamos todo tipo de crime e não vamos tolerar agressões desta natureza, que configuram atos de intolerância política, o que é muito grave”, afirma o dono da Havan.

 

Fonte: O Município

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul