As professoras Sidenir Meurer, Marilene Lapolli e o acadêmico Robson de Faveri dedicam-se há anos ao projeto. Será a terceira edição do livro.
As professoras Sidenir Meurer, Marilene Lapolli e o acadêmico Robson de Faveri dedicam-se há anos ao projeto. Será a terceira edição do livro.

Tubarão

A leitura é imprescindível para o desenvolvimento de crianças. Estimula a imaginação e contribui para o aumento do vocabulário. Seguindo este contexto, será lançado hoje o livro Universidade, Empresa e Escola: despertando lideranças para Responsabilidade Social, às 19h30min, no Salão Nobre da Unisul em Tubarão. A obra aborda as atividades desenvolvidas pelo projeto de extensão do curso de administração da Unisul, Quem Não Lê Não Escreve. É a terceira publicação sobre o assunto.

As professoras do curso de administração Sidenir Meurer, Marilene Lapolli e o acadêmico Robson de Faveri são os organizadores do projeto e do livro. Cerca de 100 pessoas envolveram-se no desenvolvimento do livro. Entre elas, alunos, professores, gestores da Escola Arino Bressan, de Tubarão, e também do Notisul, que também está na obra, com o projeto Notisul Escola.

O projeto Quem Não Lê Não Escreve busca estimular a leitura de temas relacionados ao desenvolvimento de talentos e lideranças. Para a realização das atividades, foram lidos três títulos: Quem Mexeu No Meu Queijo, de Spencer Johnson, Folcloruxa, de Miryan Maier Nunes, e Anita e Garibaldi: Uma História, uma paixão, de Pedro Paulo Camilo. Os dois últimos são escritores que vivem na região de Tubarão.

“É mais um case de sucesso do curso de administração, que demonstra na prática, através do envolvimento direto de centenas de pessoas, das mais diversas idades e papéis sociais, que não existe idade para despertar lideranças e talentos”, destaca Marilene.