Uma comitiva de Imbituba participou de uma reunião, na tarde desta quarta-feira (11), na sede do Ministério Público Federal, em Tubarão. Os representantes dos poderes, Executivo e Legislativo, levaram ao Procurador do Ministério Público Federal, Mário Roberto dos Santos, o pedido de apoio ao processo de ligação de energia elétrica no galpão de pesca comunitário da Praia do Porto. No rancho, oito pescadores trabalham diariamente. No local, funciona, também, a Associação de Moradores e Pescadores da Praia do Porto (AMPAP).

A solicitação foi feita porque, em abril de 2019, quando a Celesc e a Superintendência do Patrimônio da União (SPU) sinalizaram como positiva a possibilidade da instalação, uma denúncia foi encaminhada ao MPF, sob a alegação de que havia irregularidade na liberação do serviço no galpão da Praia do Porto.

Na reunião, que durou cerca de duas horas, estiveram presentes, o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, o Procurador Geral do Município, Leandro Ribeiro, o Secretário do Meio Ambiente, Paulo Márcio de Souza, e o Secretário de Desenvolvimento Agrícola e da Pesca, Evaldo Espezim. Participaram, também, dois representantes do legislativo imbitubense: os vereadores, Eduardo Faustina da Rosa e Humberto Carlos do Santos.

“Foi uma conversa importante e bastante positiva com procurador do Ministério Público Federal. Nós explicamos a ele a real situação e o quanto é importante a ligação de energia para aquela comunidade tradicional. Não há nenhuma irregularidade no processo. Inclusive, o representante do MPF se manifestou favorável à instalação”, enfatizou o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior.