A Acivale sediou na noite desta terça-feira, 23, uma reunião entre lideranças locais com a participação do Secretário Executivo de Articulação Nacional Lucas Esmeraldino. Durante o encontro foram apresentados três pleitos pontuais: a implantação da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) em Santa Catarina, a execução do projeto do anel viário em Braço do Norte e o restante do recurso para conclusão da UTI no hospital Santa Teresinha.

As reivindicações foram explanadas por especialistas no tema. O prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, e o empresário e coordenador da Câmara Técnica Ambiental do DEL, Elton Heidemann, reforçaram o pedido de execução do anel viário. O projeto já foi aprovado na Secretaria de Estado de Infraestrutura e aguarda o próximo passo que envolve a questão ambiental e também formalizar as doações dos imóveis necessários para dar continuidade à ação estrutural reivindicada pelo setor empresarial há muitos anos.

O presidente do hospital Santa Teresinha Pedro Michels, também participou da reunião e detalhou a atual situação da construção da nova ala do HST que terá a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a importância da articulação do secretário Lucas Esmeraldino para destinar os recursos necessários à conclusão da obra.

Adesão à NFC-e sem equipamentos

O empresário Murilo Bittencourt, que faz parte da diretoria da Acivale e da Câmara Técnica Empresarial do DEL, detalhou a importância da implantação da NFC-e, já que Santa Catarina é um dos únicos estados que ainda não emite a nota eletrônica que substitui o cupom fiscal. Porém, para implantação dessa nota, como no caso de São Paulo, que criou o SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos), é necessário a aquisição de equipamentos (SAT, valor aproximado de R$ 800,00). A solicitação de empresários e profissionais de TI (tecnologia da informação) é a adesão da NFC-e sem a necessidade de aquisição desses equipamentos que só trariam prejuízos ao empreendedor. “Infelizmente, essas novas máquinas não permitem que os usuários adotem as facilidades da NFC-e, que preza pelas transações em tempo real, facilidade de acesso e economia”, salienta o empresário.

Busca de soluções

O Secretário Executivo de Articulação Nacional Lucas Esmeraldino ouviu todas as demandas das lideranças da região do Vale de Braço do Norte e se comprometeu em buscar alternativas para atender as reivindicações. De acordo com o presidente da Acivale Evaldo Niehues Jr., a associação elaborará um ofício com o pedido oficial dos empreendedores e profissionais de TI que será encaminhado ao governo do Estado.

Esmeraldino também se colocou à disposição para articular a adesão à nota fiscal eletrônica junto ao governo do Estado e os deputados estaduais.

O encontro também contou com a presença da diretoria do HST, representantes de empresas de sistemas, coordenadores de núcleos da Acivale, representantes das Câmaras Técnicas do DEL, do poder legislativo e ainda do vice-presidente da Facisc Carlos Fornazza.O presidente da Acivale Evaldo Niehues Jr. agradeceu a participação e engajamento das lideranças locais.