Prefeito de Tubarão assinou edital de licitação para iniciar obra de ampliação de 1,5 metro da passagem de pedestres ao lado do “paredão” dos Correios. Projeto de recuo do muro segue sem soluções

Tubarão

O primeiro “café com a imprensa”, realizado na tarde de ontem na prefeitura de Tubarão, apresentou o balanço das secretarias de Educação e Esporte. O prefeito Joares Ponticelli aproveitou a ocasião para detalhar a atual situação da municipalidade e lançar o edital de licitação para amenizar um problema bem antigo na Cidade Azul: o muro dos Correios.
Há anos se discute sobre a obra de recuo do “paredão” dos Correios, na avenida Marcolino Martins Cabral. Soluções são buscadas desde 2001 e um projeto chegou a ser elaborado pelo setor de engenharia da estatal, em 2009. Posteriormente, cogitava-se a retirada do paredão para março de 2010, postergado para 2011, e depois para 2012.
No ano passado, o projeto final do recuo do muro, que atinge a calçada próxima ao edifício EJB, foi concluído pela prefeitura e entregue na gerência regional da empresa, em Florianópolis. O impasse segue sem soluções. Para facilitar a acessibilidade no local, a prefeitura lançou o edital de licitação para contratação de empresa que irá executar a obra de ampliação da calçada em 1,5 metro. O investimento está estimado em R$ 32 mil. A expectativa é que no próximo dia 15, ocorra a abertura das propostas. “Há 30 anos, desde que cheguei a Tubarão ouço falar no recuo do muro dos Correios. Não vamos desistir da tentativa de remoção, mas enquanto isso, temos que dar passagem para os cadeirantes, grávidas, obesos e a toda população que tem dificuldades de transitar no local”, relata Ponticelli.
O secretário de desenvolvimento econômico Alexandre de Moraes, explica que a calçada terá a largura de 2,5 metros. Para isso, será retirado o estacionamento das motos e realocado em aproximadamente cinco vagas de veículos na extensão da avenida. “A ideia é resolver o problema de mobilidade dos pedestres da forma mais simples, barata e rápida, já que não encontramos uma solução definitiva para a retirada do muro”, reforça o secretário.

Município regulariza situação tributária
À frente da prefeitura desde 1° de janeiro, os novos gestores do município enfrentam o desafio de saldar o montante de dívidas da prefeitura herdadas de gestões anteriores. O valor que a prefeitura tem com ISS, INSS, FGTS, precatórios, fornecedores, ações trabalhistas, entre outros, ultrapassa R$ 237 milhões. Contudo, o orçamento anual é de R$ 207 milhões. O secretário de gestão, Caio Tokarski, conta que os parcelamentos estão em dia e que a situação do município está sendo regularizada. O prefeito citou que 14 dos 19 deputados estaduais irão destinar emendas à cidade. “Para podermos receber esses recursos precisamos estar com a situação financeira em ordem, e é o que estamos fazendo”, destaca o secretário.

Fundação de esporte destaca o Bolsa-Atleta
Além da nova obra que será executada nos próximos meses, o encontro dos gestores do município com a imprensa serviu para apresentar as últimas ações realizadas em duas pastas específicas: esporte e educação. O objetivo é que toda semana sejam apresentadas as ações de cada setor da prefeitura. O diretor-presidente da fundação de esportes Luiz Ernani Buerger anunciou os avanços da pasta com o aumento do investimento no Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico. O programa beneficia atletas de alto rendimento. Esse ano, 139 atletas e 31 técnicos recebem a bolsa, o que equivale em um investimento de R$ 110.475,78. O diretor ainda anunciou que as estruturas esportivas do município como o ginásio Francisco Salgado Filho passarão por reformas nos próximos meses.

Fundação de educação: busca da qualidade será debatida com diretores
O diretor-presidente da fundação de educação Mário Cesar Cardoso, também apresentou um resumo das últimas ações desenvolvidas nas unidades de ensino do município. Ele enfatizou que um dos objetivos da fundação é conhecer a realidade de cada estrutura escolar e buscar soluções para os problemas pontuais. “As 47 unidades serão visitadas pela equipe da fundação. Queremos ouvir dos diretores as necessidades da instituição e tentar encontrar soluções. Quanto aos problemas de infraestrutura, já teremos maior dificuldade, já que o orçamento é curto para atender a demanda”, ressalta. Com intuito de valorizar o trabalho de cada escola, periodicamente duas unidades irão publicar no site da prefeitura as ações inovadoras desenvolvidas no local.