#ParaTodosVerem Na foto, a atual estrada da Serra do Faxinal, no Sul de Santa Catarina, ainda de chão batido
- Foto | Divulgação

A licença ambiental era a última ‘peça’ que faltava para o início da pavimentação da Rodovia Prefeito Ari Pedro Borges, a SC-290 ou Serra do Faxinal, como é mais conhecida pela população. A obra é aguardada há tantas décadas, que ninguém se lembra exatamente quantas. Agora, quando a Licença Ambiental de Instalação (LAI) emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), resta apenas a assinatura da ordem de serviço para que o trabalho comece efetivamente.

Orçada em R$ 67 milhões, a pavimentação do trecho de 15 quilômetros será um divisor de águas para o desenvolvimento da região. A rodovia estruturada vai trazer mobilidade e segurança viária, fortalecendo a atividade turística e contribuindo para o escoamento da produção agrícola e industrial. A estrada fará ainda uma importante ligação entre a Serra e o mar, passando entre os parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral. A demora na documentação, em parte, deve-se justamente a isso. As particularidades ambientais que consolidam a região como atrativo turístico, também exigiam cuidados maiores no licenciamento.

Inclusive, parte da estrada será feito por meio de um viaduto para evitar corte de vegetação e desestabilização das encostas. O acompanhamento e controle da fauna será realizado durante toda a execução da obra e por pelo menos 27 meses após a conclusão. A via contará, ainda, com equipamentos de proteção aos animais silvestres do entorno, como os chamados passa-fauna, que consistem em passarelas e túneis para a travessia da pista. Também estão previstas obras de contenção, iluminação, terraplanagem, sarjetas e outros serviços básicos e essenciais.

Fonte: Prefeitura de Praia Grande

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul