Wagner da Silva
São Ludgero

A última sessão do legislativo de São Ludgero deste ano foi muito aguardada pela população. O motivo: a eleição da nova mesa diretora. E se alguém esperava uma reviravolta, saiu decepcionado. Os vereadores honraram o acordo firmado no começo do ano e elegeram o democratas Edemilson Daufembach como o novo presidente. Ele, o vice José Allein (PSDB), o secretário Volnei Weber (PMDB) e o segundo secretário Pedro Silva (PP) foram eleitos com sete votos cada.

O atual presidente do legislativo, Benício Warmeling (DEM), elogiou a ação do grupo e destacou o trabalho conjunto durante este ano. “Foi uma experiência única. Sozinho não teria feito nada. O momento é também de agradecer o apoio e o companheirismo dos colegas e funcionários da câmara. Procurei dar o melhor de mim”, expressou Warmeling.

Apesar dos altos e baixos, o presidente avalia que foram realizadas muitas ações positivas neste ano. Entre elas, Warmeling enumerou o processo administrativo disciplinar que afastou um contador por irregularidades, o concurso público realizado pela Unibave, a auditoria e a economia de R$ 240 mil, cujo montante foi devolvido para o executivo. “Trabalhamos unidos, de forma transparente e dentro do que determina a lei”, salientou.

Edemilson Daufembach (DEM) assumirá a presidência no dia 1º de janeiro. Com brevidade, ele elogiou a atitude do presidente Warmeling. “É um grande professor na área política. Meu objetivo é continuar os trabalhos que ele iniciou”, resumiu.