A Situação de emergência anunciada pelo governo do Estado suspende por sete dias, a partir da data de publicação de decreto, a circulação de ônibus municipais, intermunicipais e interestaduais. Concessionária urbana de Laguna e Pescaria Brava mantém ônibus normais nos primeiros horários e ficará de sobreaviso à serviço da Saúde municipal.

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) anunciou nesta terça-feira, 17, que assinou e ordenou publicação de decreto em que reconhece situação de emergência em Santa Catarina pelo avanço do novo coronavírus (Covid-19). A medida reflete em Laguna com o fechamento do comércio e a retirada de circulação de ônibus municipais a partir da manhã de quarta-feira, 18.

Segundo a responsável pela empresa concessionária, Claudia Bonazza, os coletivos vão funcionar normalmente apenas nos primeiros horários diurnos na quarta-feira e depois a empresa entra em suspensão de atividades por sete dias. A decisão do governo impede a circulação de ônibus de transporte coletivo urbano, interurbano e interestadual por este mesmo prazo.

Cláudia aponta que a suspensão já foi comunicada à Secretaria de Finanças, Administração e Serviços Públicos e afirma que tem outra visão sobre o decreto. “Está bem claro que é o município que gere o transporte [na cidade]”, contrapõe.

A Lagunatur ficará à disposição da Saúde de Laguna, em regime de fretamento, para caso haja necessidade de se transportar algum paciente em estado grave para outra localidade. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3644-1365.