O Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foi comemorado na quarta-feira (15). A data tem por objetivo lembrar as pessoas sobre a garantia e proteção para essa população vulnerável às variadas formas de agressões. Além disso, evidencia e desperta cada vez mais na sociedade o respeito para com seus idosos e a busca pela denúncia quando os direitos deles estão sendo cerceados.

A Fundação Municipal de Desenvolvimento Social, através do CREAS, faz o acompanhamento especializado aos idosos que vivenciam situação de violação de direitos, sendo os principais tipos de violência notificados na unidade a psicológica (ameaça e agressão verbal); a violência física, a patrimonial (abuso financeiro), negligência, maus-tratos e abandono.

Durante a pandemia do coronavírus o número de denúncias de violência contra os idosos aumentou no Brasil. De acordo com números do Disque 100, só no primeiro semestre deste ano foram registradas mais de 33,6 mil denúncias de violação de direitos dos idosos. Rege no Estatuto do Idoso, no artigo 4º, que “nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido na forma da lei” no mesmo artigo sentencia que “é dever de todos prevenir a ameaça ou violação aos direitos do idoso”.

No entanto, não basta apenas a existência do estatuto para que os direitos da pessoa idosa possam ser respeitados, são necessárias campanhas de conscientização para coibir, diminuir e amenizar o sofrimento da pessoa idosa. “A violência contra o idoso é uma das maiores formas de violação dos direitos humanos, atingindo o direito à vida, à saúde e à integridade física. É importante que profissionais, familiares, cuidadoras(es) e vizinhas(os) fiquem atentas(os) a qualquer sinal de violência, já que, ainda que constantes, as agressões podem não deixar marcas visíveis”, comenta o diretor-presidente da FMDS André Fretta May.

As denúncias de violação de direitos da pessoa idosa podem ser realizadas pelo Disque 100 e pelo o aplicativo Direitos Humanos, disponível de forma gratuita na internet. O conselho municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e o Ministério Público também recebem denúncias de maus tratos contra os idosos.

 

Fonte: Gov. de Tubarão

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul