O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, rejeitou nesta 5ª feira (6) a denúncia oferecida contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, no caso do hackeamento de autoridades. Os outros 6 denunciados pelos procuradores da operação Spoofing se tornaram réus.

Na decisão (íntegra), o magistrado escreveu que deixa de receber, “por ora”, a denúncia diante da controvérsia sobre a amplitude de uma liminar do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes.

Leite reproduz um dos diálogos do jornalista com um dos suspeitos e diz que, inicialmente, ele se mantém isento, mas pelo contexto, “instiga-o a apagar mensagens”.

O magistrado assinala que houve liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, proibindo as autoridades públicas de praticarem “atos que visem à responsabilização do jornalista pela recepção, obtenção ou transmissão de informações publicadas em veículos de mídia, ante a proteção do sigilo constitucional da fonte jornalística”.