Com passagem pela Justiça Federal em Criciúma, o juiz Luiz Antônio Bonat, da 21ª Vara da Justiça Federal do Paraná, será o convocado para ocupar a vaga deixada pelo juiz Sérgio Moro, atual Ministro da Justiça, no Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4), em Curitiba (PR). Se aceitar a convocação, além do cargo, Bonat assume os processos da Operação Lava Jato.

A informação está em diversos portais de informação do país, entre eles a VEJA, que obteve a listagem final com as inscrições para a vaga de Moro no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). O prazo de inscrição se encerrou nesta segunda-feira (21) e Bonat superou todos os demais candidatos no critério utilizado para definição do substituto, antiguidade na magistratura com desempate definido pela melhor colocação no concurso público.

Se não abrir mão do cargo até a próxima quinta-feira (24), o margistrado será confirmado no cargo passa conduzir os processos relacionados à Lava Jato, incluindo, pro exemplo, o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, relacionado ao sítio de Atibaia.

Luiz Antônio Bonat é natural de Curitiba (PR), formado em Direito na Faculdade de Direito de Curitiba em 1979 e especialista em Direito Público pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ingressou na Justiça Federal em setembro de 1993, na 1ª Vara Federal de Foz do Iguaçu. Ao longo da carreira atuou na 3ª Vara Criminal Federal de Curitiba (PR) e na 1ª Vara Federal de Criciúma (SC), além de varas previdenciárias.