Capivari de Baixo

A Amurel se tornou, nos últimos anos, um berço de talentos. A música se tornou uma das expressões mais importantes da cultura dos municípios. Em meio a tantos talentos, o Notisul foi conhecer um pouco da história de Douglas Barbosa, de 29 anos.

Ele começou a cantar e a tocar teclado aos 8 anos, com incentivo da família e, mais tarde, entrou para uma banda católica do município. Depois de algumas apresentações, foi convidado a se apresentar em outras bandas, formou dupla e, agora, apresenta-se solo pela região.

“Sou apaixonado pela música desde os meus 8 anos, quando tive o primeiro contato. Foi com esta idade que passei a ter aulas de teclado com a professora Rosângela, em uma escola de música em Capivari de Baixo, e logo comecei as aulas de guitarra com o professor Danilo, da Banda PH7. Fiquei fascinado pela guitarra e violão, aprendi outros instrumentos também, mas o foco maior hoje é o violão, meu instrumento de trabalho por onde levo minha canção, minha mensagem”, conta.

A agenda do cantor está repleta de compromissos para shows, variando entre casas noturnas, festas, casamentos aniversários, e apresentações em barzinhos. Direcionado para todas as idades, os eventos são considerados animados, que levanta o público e que não deixa ninguém parado. “Sigo no caminho dos barzinhos e eventos particulares, que faço com muito amor e carinho! As pessoas hoje em dia procuram muito música ao vivo para suas festas, e, graças a Deus, tenho bastante trabalho”, enfatiza.

Douglas se apresenta solo desde 2017. Neste período, o artista da cidade termelétrica tem percorrido várias cidades da região e tocando em barzinhos e realizando shows em diversos locais. “Tocamos e cantamos um pouco de tudo, sertanejo, pop, rock, reggae, funk e MPB. Temos que entender e procurar agradar ao público, o repertório tem que estar atualizado”, observa.